conecte-se conosco

BABahiaSérie AÚltimas

Sem opções, Bahia aciona Anderson, que falha em reta decisiva na Série A

Goleiro de 37 anos errou nos últimos dois jogos, considerados essenciais contra o Z4

Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia

Publicados

em

Além de todos os problemas inerentes de uma disputa contra o rebaixamento, o Bahia tem sofrido também com algo peculiar: a função de goleiro. E o técnico Dado Cavalcanti não tem tido apenas o desfalque de Douglas, que é o principal por tratar-se do titular, mas também dos reservas. 

VEJA MAIS: Confira aqui outras notícias do Bahia

Sim, no plural. Porque não é somente Matheus Claus, o suplente, que está inapto por uma lesão muscular, mas também Matheus Teixeira, de 21 anos, que teve diagnóstico positivo de Covid-19 recentemente e, recuperado, ainda não possui o ritmo ideal, além de jamais ter estreado entre os profissionais (ficou no banco).

LEIA: Dado reclama de expulsão de Daniel no Bahia: “Árbitro foi muito exigente”

Assim sendo, a opção que restou foi o experiente Anderson, de 37 anos. Escalado como titular na reta decisiva da competição, o experiente goleiro falhou em duas oportunidades, nos últimos dois jogos, na Fonte Nova, considerados ideais para o Esquadrão encaminhar a permanência na Série A. 

No último sábado, contra o Goiás, Anderson saiu de maneira atrapalhada do gol em bola aérea, sem alcançar a bola e deixando a barra aberta para o atacante Esmeraldino marcar e, ali, empatar o jogo em 2 a 2 – acabaria 3 a 3.

Na semana passada, diante do Fluminense, o goleiro saiu jogando de maneira equivocada, perto da área – segundos depois, o Esquadrão sofreu o solitário gol do confronto. Resultados que deixam o Bahia fora do Z4 pelo critério de desempate, com os concorrentes diretos ainda por jogar na rodada.

O que diz Dado 

Questionado sobre a situação do gol e a opção por Anderson, o técnico Dado Cavalcanti foi objetivo. “É muito simples. Claus, que é o imediato, teve uma lesão grau 2 na coxa. E Matheus Teixeira, que seria uma possibilidade, também está em recuperação de Covid-19 e teve pouquíssimos treinos, não jogou ainda pelo Bahia. Essa foi a opção e esses foram os motivos que fizeram Anderson ir para o gol”, afirmou o treinador. 

Histórico de Anderson 

Além desses dois jogos recentes, Anderson havia se atrapalhado contra o Flamengo, em saída de jogo errada, onde foi desarmado por Pedro. Na Série A, o goleiro tem oito partidas disputadas. No total, pelo Esquadrão, desde que chegou em 2016, são 62 jogos, ainda que nunca tenha se firmado como titular. 

Como estão os outros goleiros 

Recuperado de lesão na face, Douglas tem um desconforto no joelho e por isso não vem jogando. Já Matheus Claus faz trabalhos no campo há alguns dias, mas o clube não estimou prazo para a volta. Como o próximo jogo é apenas no fim de semana, diante do Atlético-MG, existe a expectativa que ao menos um deles volte a ser opção.

Trending