conecte-se conosco

BABahiaCopa do NordestePEÚltimas

Com time de transição, Bahia vence o Salgueiro na Copa do Nordeste

Publicados

em

Com o aperto no calendário e apenas três dias após o final da Série A, o Bahia estreou na Copa do Nordeste com o time de transição para poupar os principais jogadores do elenco. O jovem time, comandado por Cláudio Prates, não decepcionou e teve um desempenho suficiente para vencer o Salgueiro por 3×2, mas com um certo sufoco no Cornélio de Barros, neste domingo (28). Após abrir 3×0 com Ronaldo, Bruno Camilo e Marcelo Ryan, o Esquadrão cochilou nos minutos finais e levou dois gols com Leozão e Thomas Anderson. Porém, ainda assim, segurou a pressão e o resultado positivo.

O Bahia larga na frente com três pontos no Grupo A da Copa do Nordeste. No próximo sábado (6), o Esquadrão recebe o Botafogo-PB, na Arena Fonte Nova, às 18h15. Já o Salgueiro enfrentará o 4 de Julho-PI, fora de casa, domingo, às 18h.

Bahia superior e na frente

O Tricolor de Aço foi superior ao Salgueiro desde o apito inicial. Ainda que tenha mostrado certa dificuldade na criação dos lances ofensivos, saiu na frente em uma jogada de força. Após lançamento vindo da defesa, Ronaldo recebeu no campo de ataque, ganhou da defesa no corpo e da entrada da área mandou no canto do goleiro Lucas Ferreira. Era o prêmio para o time que buscou o ataque e estava mais organizado em campo.

Faltas e cartões

A partida ficou tensa após o gol do Bahia. O nervosismo tomou conta das duas equipes e o árbitro teve dificuldades para controlar os ânimos. Foram muitas faltas em sequências, dois cartões amarelos aplicados – um para cada lado -, e o lateral Sinho, do Salgueiro, saindo de campo machucado. Apenas após os 40 minutos a partida voltou a ter um futebol de verdade. O Carcará finalizou pela primeira vez com Alisson, mas sem perigo. Enquanto Jeremias arrancou em velocidade, entrou na área, demorou a chutar e foi desarmado.

Definição no contra-ataque

O Salgueiro até ameaçou no início da etapa complementar. Sinho, em cobrança de falta, obrigou Matheus Teixeira a fazer uma grande defesa. Mas, com o decorrer do tempo, prevaleceu a qualidade técnica da equipe baiana que, de forma inteligente, explorou os contra-ataques e confirmou o triunfo. Aos 13, Daniel Penha foi derrubado na área por Elenilson. Bruno Camilo cobrou no meio da barra e marcou o segundo. Já aos 27, Marcelo Ryan avançou com liberdade, deixou o zagueiro para trás e mandou na saída do goleiro para fazer 3×0.

Cochilo e tentativa de reação

Nos minutos finais, o Bahia sofreu um apagão, deixou de jogar e quase desperdiça os três pontos. O Carcará diminuiu com Leozão aos 40 minutos após cobrança de escanteio. Já aos 44, Thomas Anderson marcou o segundo do time sertanejo de pênalti. Por pouco, o rumo da partida não foi alterado nos últimos instantes do jogo. Contudo, apesar da pressão do Salgueiro, o Tricolor conseguiu garantir o triunfo por 3×2.

Ficha do jogo

Salgueiro 2
Lucas; Dadinha, Elenilson, Leozão e Evandro (Sinho); Bruno Sena, Moreilândia (Raimundinho) e Aruá; Alison (Felipe Baiano), Emanuel (Cássio Ortega) e Adriano Napão (Thomas Anderson). Técnico: Daniel Neri.

Bahia 3
Matheus Teixeira; Ignácio, Everson e Gustavo Henrique; Renan Guedes, Leozídio, Bruno Camilo (Douglas Borel), Jeremias (Chrystian) e Mayk (Felipinho); Daniel Penha (Sérgio Baiano) e Ronaldo (Marcelo). Técnico: Cláudio Prates.

Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro. Gols: Ronaldo (Bahia), aos 16 do 1ºT, Bruno Camilo (Bahia), aos 15 do 2ºT, Marcelo Ryan (Bahia), aos 27 do 2ºT; Leozão (Salgueiro), aos 40 do 2ºT, e Thomas Anderson, aos 44 do 2ºT. Cartões amarelos: Leozão e Elenilson (Salgueiro); Ignácio (Bahia).

Foto: Rafael Machaddo / EC Bahia

Trending