conecte-se conosco

Lucas LiausuSanta Cruz

Elicarlos no Santa: um tiro errado da diretoria

Publicados

em

Toda contratação no futebol é uma aposta. É sempre um risco alto saber se aquele jogador que rendeu no clube A vai dar certo no clube B. E são muitos os casos dos que não vão bem no A, mas conseguem fazer um bom trabalho no B. Mas existem mecanismos de eliminar os riscos. E ao que parece, foi tudo que a diretoria do Santa Cruz não fez ao optar pela contratação do volante Elicarlos.

+ Veja todas notícias do Santa Cruz

Confesso que me surpreendi quando abri a internet na noite da sexta-feira e me deparei com o anúncio de Elicarlos pelo Santa Cruz. São vários os fatores que pesam contra a contratação e poucos que podemos considerar como positivos neste momento.

Para começar, acho que a idade avançada de Elicarlos é um fator negativo. O volante tem hoje 35 anos e já em junho completará 36. Ele se junta a um elenco com jogadores experientes como Danny Morais, William Alves, Paulinho, Chiquinho, Didira e Pipico.

Além disso, podemos falar do desempenho recente de Elicarlos. Em 2020, ele esteve no Botafogo-SP, que foi rebaixado com algumas rodadas de antecedência da Série B para a C do Campeonato Brasileiro numa campanha bem abaixo da média. Ao todo, Eli fez 26 jogos pelo clube paulista, sendo 17 como titular. Em resumo, não conseguiu uma sequência num time de qualidade técnica bem discutível. Antes disso, ele defendeu a Chapecoense, que foi rebaixada para a Série B em 2019.

Para fechar, vamos falar um pouco do próprio Santa Cruz. Elicarlos passou pelo Arruda em 2017, mas esteve longe de deixar saudades num time que foi rebaixado para a Série C. Foi uma passagem para lá de frustrante, com atuações sem destaque. Ele deixou o Santa em agosto daquele ano, mas numa transferência para a Chapecoense que fo difícil de explicar. Foi por indicação de Vinícius Eutrópio, que havia saído do Santa um pouco antes e já conhecia o volante também quando trabalharam juntos no Figueirense.

Elicarlos fez 28 jogos pelo Santa em 2017:

  • 12 pela Série B
  • 8 pelo Pernambucano
  • 6 pela Copa do Nordeste
  • 2 pela Copa do Brasil

O único fator que pesa a favor de Elicarlos é a experiência, mas como já falei lá em cima, ele entra num time já repleto de jogadores rodados e que não precisava de forma urgente dessa característica.

Como o print é eterno, sei que vai rodar muito nas redes sociais caso Elicarlos emplaque no Santa Cruz, mas no cenário atual vejo um tiro bem errado da nova diretoria nesses primeiros passos no mercado do futebol.

Trending