conecte-se conosco
Paulinho, volante do Santa Cruz Paulinho, volante do Santa Cruz

Copa do NordestePERNSanta CruzÚltimas

Mal defensivamente, Santa Cruz perde para ABC e segue na lanterna da Copa do Nordeste

Rafael Melo/Santa Cruz

Publicados

em

Um tropeço difícil de digerir e que expõe a necessidade da vinda de reforços – que já começou a acontecer. O Santa Cruz teve dificuldades de criação e se viu abaixo do ABC, que foi mais perigoso e venceu por 1 a 0. Lei do ex, com gol de Wallyson, de pênalti. Isso é outro ponto que chama a atenção, porque o Tricolor cometeu a infração nas três últimas partidas que disputou. Com o resultado, os corais seguem na lanterna do Grupo A, sem pontuar. Enquanto que o Alvinegro assume, parcialmente, a vice-liderança do Grupo B, com quatro pontos.

Confira a classificação da Copa do Nordeste

Agora o Santa Cruz volta a campo na próxima quinta-feira (11), também pela Copa do Nordeste, contra o Salgueiro. A CBF alterou a data do duelo, que conflitava com a rodada do Campeonato Pernambucano no próximo domingo (14), onde o Tricolor tem clássico contra o Sport. Enquanto isso, o ABC volta a campo na quarta-feira (10), diante do Palmeira de Goianinha, pelo Campeonato Potiguar. 

Começo movimentado

O primeiro tempo no Arruda foi aberto. Santa Cruz e ABC buscavam o ataque e cada um tentava aproveitar o defeito em comum entre eles: a saída de bola. Ambos com dificuldade, apostaram numa marcação alta, pressionando a primeira linha adversária, forçando o chutão. Desta forma, o jogo ficou brigado pelo meio e, quando conseguiam ser mais assertivos no passe, achavam espaço. O Alvinegro, de maneira mais contundente, foi o primeiro a levar perigo.

Aos sete minutos, Wallyson teve boa visão de jogo e lançou Maycon Douglas nas costas de William Alves. O camisa sete potiguar escorou de cabeça e Jordan interviu bem para evitar o gol. Depois, o ABC ainda teve duas oportunidades com Willian Anicete, que levou perigo, só que não acertou a barra. Aos 17, o Santa Cruz respondeu com Pipico, de cabeça. Livre de marcação, o centroavante mandou por cima da meta.

Mais domínio, sem efetividade

Na metade final do primeiro tempo, o Tricolor passou a ter mais posse de bola, mas tinha dificuldade para quebrar as linhas de marcação do ABC. Com pouca intensidade na movimentação do meio-campo, o Santa Cruz trocava muitos passes entre seus zagueiros e sofria para rondar a área adversária. Quando acertou, teve a melhor oportunidade do jogo. Chiquinho recebeu pela esquerda, dentro da área, ajeitou e bateu cruzado. O goleiro Wellington tocou de leve na bola e ela explodiu na trave. 

Jordan salvando o Santa Cruz

A etapa final contou com o ABC em cima mais uma vez. Logo aos cinco minutos, Victor Lindenberg cruzou pela esquerda, Jordan saiu mal e o gol ficou aberto. Antes de Wallyson escorar, Vinícius Balotelli se antecipou e afastou o perigo. Aos 11, em boa tabela pela esquerda, Victor Lindenberg recebeu nas costas da defesa, cara a cara com Jordan, mas esbarrou no goleiro coral.

A partida voltou a ficar truncada, com um número maior de faltas. Com isso, as equipes passaram a criar mais oportunidades através da bola parada. O Santa Cruz teve uma cobrança por cima da meta, feita por Chiquinho aos 21, mas foi o ABC quem levou mais perigo. Aos 29 minutos, Denner bateu da entrada da área e Jordan espalmou para escanteio. Na cobrança logo após, Helitão escorou e o goleiro coral salvou. No rebote, Vinícius Lacerda perdeu o gol.

Pressão resultou em gol

O Santa Cruz fez várias mudanças e não conseguiu se encontrar na partida. Com isso, os potiguares cresceram e passaram a ter maior domínio. Já vinham criando boas oportunidades e, mais uma vez, o Tricolor cometeu um pênalti. O terceiro nas últimas três partidas. Maycon Douglas foi derrubado por Vinícius Balotelli dentro da área e o árbitro marcou. Na cobrança, Wallyson finalizou com força sem chances para Jordan, aos 36 minutos. Sem força e organização para reagir, o Santa Cruz se complicou na Copa do Nordeste com a segunda derrota consecutiva. 

Ficha do jogo

Santa Cruz

Jordan; William Alves, Danny Morais e Célio Santos; Augusto Potiguar, Caetano (Felipe Simplício), Paulinho (Ítalo Henrique), Chiquinho e Eduardo (Vinícius Balotelli); Didira (Léo Gaúcho) e Pipico (Felipe Almeida). Técnico: Bazílio Amaral.

ABC

Wellington; Netinho, Vinícius Leandro, Helitão e Victor Lindenberg; Valderrama (Vinícius Paulista), Janderson e Denner (Marcílio); Wallyson, Maycon Douglas (Ivanaldo) e Willian Anicete (Allef). Técnico: Sílvio Criciúma.

Local: Estádio do Arruda, no Recife-PE. Gol: Wallyson, aos 36’ do 2T (ABC). Cartões amarelos: Célio Santos, Vinícius Balotelli (SCZ); Denner, Helitão, Vinícius Paulista, Marcílio e Ivanaldo (ABC).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending