conecte-se conosco

BACopa do BrasilPESportÚltimas

Sport pedirá anulação do jogo contra Juazeirense, pela Copa do Brasil, ao STJD

Publicados

em

O Sport tem se preparado juridicamente para pedir ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) a anulação da partida contra a Juazeirense pela Copa do Brasil. O clube, na figura do seu advogado no Rio de Janeiro, Osvaldo Sestário, está homologando um pedido junto à CBF para que sejam feitas perícias técnicas no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro-BA, na parte de iluminação e irrigação, além da não homologação do resultado de 3 a 2 favorável ao clube baiano. Além disso, o advogado também solicitou um inquérito para apurar a reclamação do Rubro-negro. O Leão também tentará com que situações não relatadas pelo árbitro Ramon Abatti sejam retificadas na súmula.

“A gente está tomando as providências iniciais, enviando ofícios para pedirmos uma perícia do estádio para a CBF. Uma perícia técnica da parte de iluminação e irrigação. Vamos produzir provas e provar que houve má fé do clube, e vamos pedir, sim, para que não seja homologado o resultado da partida e seja aberto um inquérito. Vimos a súmula do árbitro, em que ele deixou de relatar um monte de coisa que aconteceu, e estamos pedindo para que ele relate isso, retifique súmula sob pena de também ser denunciado”, disse o advogado do Sport, Osvaldo Sestário, em entrevista ao NE45.

O Rubro-negro está no processo de pedir fichas administrativas para preenchê-las e encaminhá-las ao STJD. Será requisitado um regime de urgência para o julgamento da causa para que não haja uma paralisação da própria Copa do Brasil. “Como é uma questão que trava a Copa do Brasil, vamos pedir um regime de urgência para que esse caso seja analisado até em separado, talvez em uma sessão extraordinária. Acho que a vontade, não só do Sport, mas também das partes, é que se resolva. E da própria CBF, que não pode ver a competição travada por causa disso”, completou o advogado.

Vale lembrar que a Juazeirense se mostra tranquila quanto à disputa nos tribunais. De acordo com o clube baiano, o problema aconteceu por conta das instalações antigas do estádio Adauto Moraes, que necessitam de reformas mais profundas. O presidente do Cancão, Roberto Carlos, ainda provocou o Leão ao dizer que “o Sport correu” da partida, ao não aceitar o reinício da partida antes do árbitro encerrá-la.

Trending