conecte-se conosco
Wesley Pionteck, jogador do Vitória Wesley Pionteck, jogador do Vitória

BABaianoCopa do NordesteÚltimasVitória

Mesmo sem anúncio oficial, Wesley Pionteck é regularizado e pode jogar pelo Vitória

Foto: Ari Ferreira/ RB Bragantino

Publicados

em

A regularização do atacante Wesley Pionteck, do Vitória, saiu no Boletim Informativo Diário da CBF (BID) nessa quinta-feira (11) e está apto para estrear pelo clube. O jogador de 24 anos estava no Red Bull Bragantino e chegou por empréstimo ao Leão. Porém, a contratação do atleta foi bastante rejeitada por parte da torcida do Leão da Barra. Isso porque ele foi condenado por violência doméstica à ex-namorada em 2019.

Torcedoras do Vitória fizeram campanha nas redes sociais com a hashtag #WesleyNão, se posicionando contra a vinda do atacante e por todo o desrespeito que ela traz às rubro-negras, já que o clube acaba diminuindo a luta delas ao ter, em seu time, alguém que já foi condenado por agressão à mulher.

Relembre o caso

Em 2019, o atleta foi condenado a um ano e quatro meses em regime semiaberto por ter agredido a sua então namorada, em Bragança Paulista. Interrogado pela polícia, Wesley disse que ‘perdeu a cabeça’ por ciúme. Segundo depoimentos da namorada, o jogador viu mensagens em seu celular e a golpeou com uma faca. A agressão, porém, não foi um fato isolado. Sua companheira disse ter sido agredida desde o começo do relacionamento.

Os advogados do jogador tentaram recorrer da decisão, mas a sentença já havia transitado em julgado. Ou seja, a condenação correu em definitivo. Wesley cumpriu sua pena.

À época, Wesley Pinoteck jogava pelo Bragantino – inclusive, mesmo poucos dias depois da agressão, estreou no Brasileiro, na derrota por 2 a 1 para o Atlético-GO -, que soltou uma nota, via assessoria de imprensa, afirmando que “a pena imposta pela Justiça vem sendo cumprida exatamente como determinada e não há reincidência por parte do jogador. O clube acompanha o caso e acredita que uma rescisão de contrato vigente ou algo semelhante acabaria com qualquer chance de reintegração do indivíduo perante a sociedade”.

Após o ocorrido, Paraná e Juventude demonstraram interesse pelo jogador, mas desistiram da contratação. O clube gaúcho, inclusive, chegou a anunciar Wesley Pinoteck, mas recuou pela pressão da torcida Jaconera.

Trending