conecte-se conosco

PESportÚltimas

Sport paga dívida de R$ 1 mi na CNRD e aguarda BID para regularizações

Clube espera voltar a inscrever jogadores já nesta segunda-feira

Foto: Divulgação/ Sport Recife
Avatar

Publicados

em

Além do débito de 907 mil euros na Fifa junto ao Sporting-POR por André, o Sport informou na tarde desta segunda-feira o pagamento de outra dívida, dessa vez na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), referente a débitos com Agenor, Marquinhos (2017) e Leandro Pereira, que totalizam R$ 1.03 milhão.

VEJA MAIS: Confira aqui outras notícias do Sport

“Sport Club do Recife informa que quitou débito na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), nesta segunda-feira (15), no valor de mais de R$ 1 milhão. Dívidas foram contraídas pelo Clube no ano de 2018”, disse em comunicado.

LEIA: Sport anuncia quitação do débito de R$ 8,9 mi junto ao Sporting-POR na Fifa por André

Na Câmara, aliás, de forma mais exata, as dívidas eram de cerca de R$ 285 mil com Leandro Pereira, R$ 325 mil com Marquinhos e R$ 420 com Agenor.

A punição na CRND, aliás, fez com que o Sport tivesse o bloqueio total do Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, responsável pelo registro de jogadores. Assim, o clube ficou impossibilitado de inscrever os novos reforços e as renovações contratuais. Agora, a equipe pernambucana vive a expectativa de ter todos os jogadores regularizados.

“Talvez hoje (segunda) ainda possamos inscrever os atletas que são renovação essa dívida da CNRD”, disse o presidente licenciado do clube, Milton Bivar, via aplicativo de mensagens.

Assim, devem ser inscritos em breve cinco jogadores do Sport, cujos vínculos foram renovados recentemente por empréstimo junto a outros clubes. São eles Maidana, Júnior Tavares, Betinho e Dalberto – além de Marquinhos e Barcia, que, contudo, se recuperam de lesão e devem retornar em maio e junho, respectivamente.

Os jogadores

Agenor, Marquinhos e Leandro Pereira são jogadores que não deixaram saudades na Ilha do Retiro. O goleiro foi contratado em 2016 para ser reserva de Magrão, mas nunca passou segurança quando acionado e conviveu com problemas físicos para entrar em forma. Já os atacantes chegaram em 2017 e também não conseguiram se firmar. Todos deixaram o clube em 2018.

CNRD

Foi um órgão criado em 2016 pela CBF para solucionar imbróglios entre os agentes do futebol (sejam jogadores, clubes e federações) no Brasil de maneira mais ágil do que o trâmite dos casos correriam no sistema judiciário do país.

Esta, aliás, não foi a primeira vez que o clube foi punido na CRND. Em 2019 e 2020 o Sport foi punido duas vezes na esfera nacional por dívida com Mark González. Em setembro, porém, o clube oficializou o pagamento de cerca de R$ 700 mil e voltou a registrar jogadores. 

Trending