conecte-se conosco
Erick, atacante do Náutico Erick, atacante do Náutico

NáuticoPEPernambucanoÚltimas

Náutico vacila na defesa, mas ‘martela’ e ganha do Vera Cruz nos Aflitos

Foto: Tiago Caldas/Náutico

Publicados

em

O Náutico viveu dois tempos distintos, mas conseguiu bater o Vera Cruz por 3 a 1 no estádio dos Aflitos. Na etapa inicial, muita produção ofensiva e pouca efetividade. Na complementar, pouca produção, mas foi efetivo e alcançou a vitória com dois tentos marcados após os 40 minutos. Com o resultado, o Timbu se mantém na liderança do Campeonato Pernambucano com nove pontos. Enquanto isso, o Vera Cruz segue na vice-lanterna, com um.

Confira a tabela do Campeonato Pernambucano

Início aberto para os dois lados

A partida começou bastante movimentada e o Vera Cruz teve uma grande chance logo aos dois minutos de jogo, quando Léo Cotia recebeu nas costas de Rafinha, invadiu a área e acertou o travessão de Alex Alves. Depois disso, o Náutico passou a pressionar. Aos 10 minutos, Jean Carlos cruzou para Kieza, que não desviou, e o goleiro Igor conseguiu fazer a defesa no susto.

Aos 18, Rafinha, bastante ativo na etapa inicial, cruzou pela esquerda e Kieza, na pequena área e com o gol aberto, escorou para fora. O ímpeto alvirrubro permanecia bastante forte, com boas chegadas pelos lados de campo e várias finalizações, mas os espaços dados na defesa eram um fator muito negativo. Aos 24, Romarinho recebeu uma enfiada de bola dentro da área, driblou Alex Alves e chutou para fora. Outra grande chance perdida pelos visitantes. O Náutico tentou novamente aos 30, quando Jean Carlos cobrou escanteio e Camutanga, de cabeça, mandou a bola no travessão.

Expulsão abriu defesa do Vera Cruz

Mesmo criando oportunidades, o Náutico tinha problemas para finalizar dentro da área do Vera Cruz e a situação mudou com a expulsão do zagueiro Wendel, que cometeu falta dura em Erick. Com um a menos, os espaços apareceram para o Timbu. Mas antes de abrir o placar, passou por mais um susto. Aos 44, num contra-ataque de três do Vera Cruz contra dois do Alvirrubro, Danielzinho recebeu livre dentro da área e Alex Alves salvou com uma defesaça. Só que, aos 46, Erick não desperdiçou. Rafinha cruzou, o goleiro fez o corte e o ponta direita ficou com o rebote, livre de marcação. Ele dominou e bateu forte, fazendo 1 a 0.

Náutico tenta furar retranca

O Vera Cruz se postou com uma linha de cinco jogadores e outra com quatro. Ficou fechado esperando por uma bola no contra-ataque e a posse dela ficava com o Náutico o tempo todo. O Timbu rodava para um lado e para o outro, e encontrava dificuldade de abrir espaços. Faltava acelerar mais os passes para invadir a área. Enquanto isso não acontecia, as jogadas vinham principalmente com cruzamentos pelos lados.

Aos 14 minutos, depois de cruzamento pela direita, Vinícius bateu rasteiro e Igor defendeu em dois tempos. Aos 19, o goleiro cortou mal e Erick emendou no rebote, jogando para longe. Com o controle do jogo, o Náutico baixou a guarda e acabou vacilando. O Vera Cruz aproveitou e empatou.

Relaxamento custou caro

O Náutico perdeu a bola no ataque com Vinícius e o time demorou a recompor. O próprio atacante tentou voltar para cortar o passe para Romarinho, mas acabou dando a bola no pé de Everton Bala. O atacante carregou desde o meio-campo até a grande área, cercado por três marcadores, mas ninguém deu o bote. Com espaço, ele ajeitou o corpo e bateu colocado no ângulo de Alex Alves. Um golaço aos 21 minutos.

Depois de várias mudanças ao longo do segundo tempo, o Alvirrubro teve muita dificuldade para criar. O goleiro Igor estava tendo pouco trabalho. A criatividade caiu e o time se limitava a cruzamentos para a área, onde a defesa do Vera Cruz ganhava a grande maioria. Num lance que não parecia levar tanto perigo, veio o desempate.

Na insistência alcançou a vitória

Aos 40, Jean Carlos cruzou para a área e Giovanny apareceu livre nas costas da zaga para escorar e balançar as redes. O Náutico seguiu ocupando o campo de ataque e conseguiu ampliar com Bryan, aos 43. O lateral tabelou pela esquerda, rabiscou dentro da área e bateu no alto, onde Igor não alcançou.

Ficha do jogo

Náutico

Alex Alves; Hereda (Bryan), Camutanga, Ronaldo Alves e Rafinha (Williams Bahia); Rhaldney, Marciel (Juninho Carpina) e Jean Carlos; Vinícius (Giovanny), Erick (Salatiel) e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

Vera Cruz

Igor; Léo Cotia, Ruan, Wendel e Matheus Serra e Vitor Leão (Felipe Ramos); Ramires, Vitinho e Danielzinho (Manteiga); Everton Bala (Edson Carlos) e Romarinho (Mansur). Técnico: Rômulo Oliveira.

Local: Estádio dos Aflitos. Gols: Erick, aos 46′ do 1ºT, Giovanny, aos 41 do 2ºT, e Bryan, aos 43′ do 2ºT (NAU); Everton Bala, aos 21 do 2ºT (VCZ). Cartões amarelos: Rhaldney e Bryan (NAU); Wendel, Ramires e Romarinho (VCZ). Cartão vermelho: Wendel (VCZ).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending