conecte-se conosco
David marcou o segundo gol do Fortaleza contra o Bahia, pela Copa do Nordeste David marcou o segundo gol do Fortaleza contra o Bahia, pela Copa do Nordeste

BABahiaCECopa do NordesteFortalezaÚltimas

Fortaleza quebra tabu, vence Bahia e se classifica para o mata-mata da Copa do Nordeste

Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC
Avatar

Publicados

em

Diz o velho ditado que tabus existem para serem quebrados. Foi o que o Fortaleza fez. Sem nunca ter vencido o Bahia pela Copa do Nordeste em 11 partidas disputadas na história da competição, o Tricolor do Pici bateu o Esquadrão por 2 a 1 na Arena Castelão, pela sétima rodada do Regional. Destaque para o segundo gol do Fortaleza, marcado por David, onde o Bahia reclamou de falta do atacante em cima de Nino Paraíba, mas o árbitro não marcou.

Com a vitória, o Leão garantiu a classificação antecipada para o mata-mata do torneio, chegando aos 14 pontos, e cumpre tabela contra o Confiança, em Aracaju. Enquanto que os baianos, com 10 pontos, precisarão garantir o avanço de fase diante do ABC no próximo sábado (10), em Salvador.

Confira a classificação da Copa do Nordeste

Equilíbrio, mas maior assertividade do Fortaleza

O jogo começou logo com um susto para os baianos. Com um minuto de jogo, Wellington Paulista fez um belo cruzamento para David, livre no meio da zaga, cabecear e obrigar Douglas a fazer um milagre. A imposição dos donos da casa acontecia pela maior assertividade com a bola. O Leão verticalizou mais o jogo, aproveitando as escapadas pelas pontas. Enquanto que o Bahia, com mais posse, era bastante burocrático no meio e apresentava pouca movimentação para quebrar as linhas do Fortaleza.

Essa foi a tônica do primeiro tempo. Donos da casa com linhas mais baixas, esperando o Esquadrão em seu campo, mas com velocidade para contra atacar. Desta maneira, não tardou ao Tricolor do Pici abrir o placar. Aos 24 minutos, após cruzamento pela direita, Conti cortou mal e a bola sobrou para Matheus Vargas. Ele rolou para Jussa, de fora da área, encher o pé e marcar um golaço na Arena Castelão.

Fortaleza não fez, Bahia aproveitou

Perdendo boas chances em contra-ataques, o Leão não soube aproveitar os espaços que encontrou na defesa baiana. Aos 40 minutos, Daniel Guedes cruzou mal e Douglas fez ainda pior. O goleiro do Esquadrão tentou agarrar a bola e ela passou por entre suas pernas. Conti foi ágil e salvou em cima da linha, evitando o que seria um frangueiro de Douglas.

Ainda com a maior posse de bola e marcando o Fortaleza na saída de jogo, o Bahia foi eficiente e aproveitou a chance mais clara que criou. Aos 44, Rodriguinho recebeu pelo meio após erro da defesa cearense, viu o deslocamento de Gilberto no meio dos zagueiros e deu um lindo passe por cima. O G9 não perdoou e estufou as redes para empatar.

Pressão leonina no começo deu resultado

A etapa final começou com muita pressão do Tricolor do Pici. Em oito minutos foram três boas oportunidades desperdiçadas. Logo aos quatro, David rolou para Wellington Paulista, dentro da área, chutar com força mas mandar por cima da trave. Aos seis, a defesa do Bahia não conseguiu cortar o cruzamento e a bola sobrou para Robson na direita. Ele dominou e bateu cruzado, para fora, assustando Douglas. Já aos oito, o mesmo Robson costurou pela área, limpou para o meio e finalizou. Conti fechou a passagem e evitou mais uma vez o gol do Fortaleza. Porém, uma hora, todo esse volume de jogo se refletiria no placar.

Aos 14 minutos, Robson fez um lindo lançamento de antes do meio-campo para David. O ponta-esquerda recebeu nas costas da zaga, dominou e invadiu a área. Antes de chutar, o atacante fez falta em Nino Paraíba ao tentar proteger a bola e ficou livre para desempatar.

Partida truncada e Bahia quase empata

O jogo passou a contar com várias faltas, lances mais ríspidos e desentendimentos entre jogadores. O técnico Dado Cavalcanti deixou o Esquadrão mais ofensivo e buscava o ataque, mas seguiu sofrendo com a pouca criatividade e burocracia dentro de campo. O time não teve capacidade de acelerar o jogo e criar linhas de passe para quebrar a defesa do Fortaleza, que se manteve bem postada. Um dos destaques dos donos da casa na partida deste sábado.

Assim, na base do abafa, o Bahia partiu para cima no fim do jogo. Após cobrança de escanteio, Rodriguinho desviou e Gabriel Novaes, na pequena área, mandou no travessão aos 34 minutos. Aos 42, Juninho Capixaba bateu escanteio curto para Nino Paraíba, se deslocou e recebeu de volta. O lateral-esquerdo se livrou da marcação e finalizou de fora da área. A bola desviou em Gustavo Coutinho e passou muito perto do travessão de Felipe Alves. Mesmo com a pressão, o Tricolor de Aço não conseguiu empatar e decidirá sua vida na competição na última rodada. Mais tranquilo, o Fortaleza pode se dar ao luxo de poupar peças e se preparar para as quartas de final com mais tempo.

Ficha do jogo

Fortaleza

Felipe Alves; Daniel Guedes (Tinga), Quintero, João Paulo Silveira e Carlinhos; Éderson, Matheus Jussa e Matheus Vargas (Felipe); David (Yago Pikachu), Robson (Romarinho) e Wellington Paulista (Gustavo Coutinho). Técnico: Enderson Moreira.

Bahia

Douglas; Nino Paraíba, Conti, Lucas Fonseca e Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Edson (Thaciano), Patrick de Lucca (Matheus Galdezani) e Daniel (Gabriel Novaes); Rodriguinho, Rossi (Alesson) e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Local: Arena Castelão, em Fortaleza-CE. Gols: Matheus Jussa, aos 24′ do 1ºT, e David, aos 14′ do 2ºT (FOR); Gilberto, aos 44′ do 1ºT (BAH). Cartões Amarelos: Matheus Jussa, Matheus Vargas e David (FOR); Matheus Bahia, Lucas Fonseca, Juninho Capixaba, Gilberto e Daniel (BAH).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending