conecte-se conosco

CECopa do BrasilFortalezaÚltimas

Após classificação, Enderson revela morte da sogra por Covid-19: “Dia muito difícil”

Avatar

Publicados

em

Apesar da vitória do Fortaleza por 1×0 sobre o Ypiranga e a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil, o semblante do técnico Enderson Moreira não era de felicidade. Após a partida, o treinador revelou que o motivo foi o falecimento da sua sogra, Dona Ilda, por Covid-19, nesta terça-feira (06).

“Gostaria de fazer uma singela homenagem. Hoje foi um dia muito difícil por conta do falecimento da minha sogra pela Covid-19. Fico extremamente chateado quando as pessoas viram estatísticas. Estou distante da minha família, acompanhei tudo de longe, tentando dar apoio. Foi um dia complicado perceber o sofrimento de quem estava perto. Dona Ilda era uma pessoa fantástica, extremamente religiosa e um exemplo para todos nós da família. Não era só uma sogra, era uma segunda mãe. A conhecia há mais de 40 anos, desde quando eu tinha oito anos. É um momento complicado para mim, mas tenho que ser profissional e dar continuidade. Lamento muito. Infelizmente, são muitos brasileiros (morrendo) por essa doença, que tem feito um estrago terrível. Quero mandar energia positiva para a minha família, cunhados, para a Rosa, minha esposa, e para os meus filhos que perderam uma avó fantástica. Que Deus possa abençoar a todos e que o exemplo dela possa ser seguido por todos nós. Era uma pessoa caridosa, não só com a própria família, mas como para a comunidade de uma forma geral”, desabafou o treinador.

Sobre o jogo, Enderson Moreira reconheceu que a equipe não fez uma grande partida. Porém, apontou o desgaste como o principal fator para as dificuldades, além da postura e da qualidade do adversário, que dificultou para o Fortaleza.

“A gente fica feliz pela classificação porque era o mais importante. Essas duas primeiras fases são complicadas. Outros clubes não conseguiram ou passaram nos pênaltis em jogos difíceis. Não tem como recuperar se fizer um jogo ruim. Enfrentamos Caxias e Ypiranga que são equipes bem montadas. Sei que não conseguimos manter o mesmo ritmo de atuação do jogo de sábado, mas muito em função do desgaste. Eu praticamente mantive quase toda equipe”, analisou.

Por fim, o técnico tricolor elogiou os atletas que entraram no segundo tempo. Até por estarem menos desgastados, conseguiram aumentar o volume de jogo do Leão até o gol da vitória marcado por Yago Pikachu, que também entrou na etapa complementar, de falta.

“Os jogadores que entraram colocaram um ritmo melhor. Estavam mais frescos em termos físicos, com maior intensidade, além da qualidade técnica que possuem. Houve dois tempos distintos. O primeiro não foi tão bom, apesar do começo positivo e de uma grande defesa do goleiro, que ainda fez outras duas ou três grandes intervenções. No segundo tempo, fomos mais consistentes e agressivos. E, acima de tudo, merecemos o resultado”, concluiu.

Trending