conecte-se conosco

CECearáCopa do NordesteÚltimas

Guto se prepara para maratona de jogos: “O que tiver de melhor vai para o campo”

Publicados

em

Após confirmar a liderança no Grupo A da Copa do Nordeste ao vencer o Salgueiro por 3×0 e com o adversário das quartas de final definido, que será o Sampaio Corrêa, o técnico Guto Ferreira já se prepara para a maratona de jogos com um planejamento para cada partida. A partir do próximo final de semana, o Vozão já terá o duelo decisivo no Nordestão e no início da outra semana a estreia na Copa Sul-Americana diante do Jorge Wilstermann.

“A equipe está, teoricamente, bem preparada. Vamos mexendo na medida do possível dentro da estratégia para cada partida e da condição. Temos de administrar as viagens da Sul-Americana com os jogos da Copa do Nordeste, que serão difíceis. Não dá para ficar escolhendo muito não. Para cada jogo o que tiver de melhor vai para o campo. São duas competições importantes”, analisou o comandante.

Guto Ferreira evitou falar em qual time titular ideal para a sequência de partidas. De acordo com o treinador, há jogadores para cada tipo de situação e jogo, além da condição física. Portanto, haverá uma avaliação da comissão técnica sobre a equipe para entrar em campo.

“No momento, essa é a equipe. Mas o time titular que começou a temporada do ano passado não foi a que terminou. Nós temos um grupo. O momento desses 11 para começar tem sido bom e os resultados estão aí. Fizemos nove gols e não sofremos nos últimos três jogos. Isso mostra o nível de competitividade. Mas tem jogadores que saíram, sem ser por condição técnica, que estão entrando muito bem. Outros que estão em processo de recuperação. Vamos com calma. O mais importante é o Ceará ter jogadores que possam entrar e conquistar os resultados como estamos conquistando”, afirmou.

O técnico se mostrou satisfeito com a qualidade do grupo do Ceará para a temporada. Porém, reconheceu que a equipe terá grandes desafios nas duas competições e que todos precisam estar focados para continuar no bom momento.

“Uma competição internacional sobe o sarrafo. Não adianta pensar que iríamos pegar moleza. Assim como na fase decisiva do Nordestão não tem moleza. As equipes que se classificaram têm capacidade. Cabe a gente se imbuir do melhor espírito possível de competitividade, entrega, foco e de confiança para ultrapassar nessas duas competições. Que a gente possa seguir vencendo como tem sido nos últimos jogos”, concluiu.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending