conecte-se conosco

CECearáÚltimas

Adversário do Ceará, Jorge-BOL tem pior início de temporada desde 2012

Avatar

Publicados

em

Adversário do Ceará na estreia da Sul-Americana, nesta quarta-feira (21), às 19h15, no Castelão, o Jorge Wilstermann vive o seu pior início de temporada desde 2012. A equipe boliviana está apenas na 14º colocação na competição que conta com 16 equipes. Em quatro jogos, venceu um e perdeu três.

Leia mais: Conheça o Montevideo City Torque, rival do Bahia na Sul-Americana

Com o começo ruim, o técnico Mauricio Soria está pressionado no comando da equipe. Principalmente após a derrota sofrida por 3×0 para o The Strongest, no dia 11 de abril, na última partida oficial do time em 2021 antes de iniciar a trajetória na Sul-Americana.

Para se classificar para a fase de grupos da Copa Sul-Americana, o Aviador teve eliminar o Atlético Palmaflor, também boliviano e que é o 3º no campeonato nacional. Foram duas vitórias por 2×1 e a vaga confirmada.

O elenco do Jorge Wilstermann, apesar de modesto, conta com jogadores experientes como brasileiro Serginho, de 36 anos. O volante construiu a sua carreira basicamente no interior de São Paulo atuando por Linense, Mirassol, Guaratinguetá, Mogi Mirim, Botafogo-SP e XV de Piracicaba. No clube boliviano desde 2018, o meio-campista tem 136 jogos e 36 gols marcados.

Outra figura conhecida do elenco é o atacante Patito Rodríguez. O meia argentino, revelado pelo Independiente, atuou pelo Santos entre 2012 e 2016. Neste período, foi emprestado ao Estudiantes e ao Johor, da Malásia. Na sequência da carreira, vestiu as camisas do AEK-GRE, Newcastle Jets-AUS e Moreirense-POR.

História

O clube foi fundado em 24 de novembro de 1949 por trabalhadores da companhia de aviação da Lloyd Aéreo Boliviano, em Cochabamab. A equipe se profissionalizou em 1955 e, no total, tem 15 títulos bolivianos empatado com o The Strongest como segundo maior campeão. O primeiro é o Bolívar, com 29 taças.

O Aviador atua no estádio Félix Capriles, em Cochabamba, que fica a 2.560 metro de altitude e com capacidade para 32 mil torcedores. Em sua história, o Jorge Wilstermann participou da Libertadores 19 vezes. Nunca foi campeão, mas em 2017 chegou às quartas de final ao eliminar o Atlético-MG e cair para o River Plate.

Foto: AFP/OPTA via Conmebol

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending