conecte-se conosco

BABahiaCopa Sul-AmericanaÚltimas

Conheça o Montevideo Torque, rival do Bahia na Sula e filial do Manchester City no Uruguai

Foto: Divulgação

Publicados

em

O Bahia terá pela frente na estreia da Copa Sul-Americana o tradicional futebol uruguaio. Mas dessa vez, representando por um clube não tão tradicional assim. Fundado em 2007 como Clube Atlético Torque, mas adquirido em 2017 pelo Grupo City, que administra o poderoso Manchester City, da Inglaterra, e mais cinco agremiações ao redor do mundo, o agora Montevideo City Torque disputará pela primeira vez uma competição internacional.

Leia mais: conheça o Jorge Wilstermann, rival do Ceará na Sul-Americana

A equipe, que após a compra pelo Grupo City modificou as cores e o escudo, agora semelhantes ao do “irmão” mais rico e famoso da Inglaterra, chega para a fase de grupos da Sul-Americana após eliminar o compatriota Fênix na fase eliminatória, após um empate por 0 a 0 e uma vitória por 2 a 0 .

A vaga para a Sul-Americana veio após um histórico quarto lugar no último Campeonato Uruguaio, onde ficou atrás apenas dos tradicionais Nacional (campeão), Liverpool e Peñarol, com 17 vitórias, 10 empates e 10 derrotas, tendo o segundo melhor ataque da competição, com 64 gols marcados (atrás do Liverpool, com  70) e a terceira melhor defesa, com 40 tentos sofridos (inferior apenas ao Nacional, com 38, e ao Peñarol, com 36).

Até se colocar entre os melhores times do Uruguai, o Torque disputou a divisão amadora do país por quatro temporadas seguidas, subindo para a Segunda Divisão em 2015/2016. Mas a mudança de patamar só veio mesmo após a compra pelo Grupo City, em 2017. Já no primeiro ano de parceria veio o acesso à elite uruguaia, com o título da Série B.

Porém, em seu primeiro ano entre os principais times do país, acabou rebaixado, retornado em 2020 (após mais um título da Segundona) e conquistando a vaga para a sua primeira incursão internacional. 

Além da permanência na elite do futebol nacional e a projeção de disputar torneios internacionais, o Torque está construindo um centro de treinamentos novo em Montevidéu e prevê a construção de uma fundação, pensada para aproximar o clube da comunidade local. Além disso, o Torque tem como um dos pilares a revelação de jovens jogadores.

“Obviamente não temos a história que Nacional, Peñarol, Defensor ou Danubio têm, mas queremos começar a construir a nossa. O clube é uma folha em branco. Temos pouca torcida, mas com a ideia da fundação queremos que as pessoas sejam identificadas com aquilo. Queremos ser o segundo clube dos uruguaios”, afirmou o diretor de finanças do Torque, Javier Noblega, em entrevista à Folha de S.Paulo. 

Dentro da sua proposta de jogo, o time do técnico Pablo Marini busca a ofensividade. É o típico time que “joga e deixa jogar”, o que pode ser aproveitado pelo Bahia.

Clubes administrados pelo City Football Group

Manchester City (Inglaterra)
Fundado em 1894
Comprado em 2008

Montevideo City Torque (Uruguai)
Fundado em 2007 como Club Atlético Torque
Comprado em 2017

New York City (Estados Unidos)
Fundado em: 2015 já pertencente ao grupo

Girona FC (Espanha)
Fundado em 1930
Comprado em 2017

Melbourne City FC (Austrália)
Fundado em 2009, como Melbourne Heart FC
Comprado em 2014

Sichuan Jiuniu (China)
Fundado em 2006
Comprado em 2019

Yokohama Marinos (Japão)
Fundado em 1972 como Nissan Motors FC
Comprado em 2014

Mumbai City FC (Índia)
Fundado em 2014
Comprado em 2019

Trending