conecte-se conosco
Roberto Fernandes, técnico do CRB Roberto Fernandes, técnico do CRB

ALAlagoanoCRBÚltimas

Sem vencer há três jogos, técnico do CRB admite pior momento do time

Publicados

em

A derrota para o Murici por 1 a 0, no último domingo, em jogo atrasado da quinta rodada do Campeonato Alagoano, acabou com a invencibilidade do CRB na competição. Mas apesar da equipe regatiana se manter na liderança, com 13 pontos (um a mais que o CSA, segundo colocado), o resultado acendeu o sinal de alerta no clube. Até porque, desde a eliminação na Copa do Nordeste para o Bahia (goleada por 4 a 0), a equipe ainda não venceu, uma vez que pelo estadual ficou no empate por 1 a 1 com o CSE.

Após o revés para o Murici, o técnico Roberto Fernandes reconheceu que é hora de reagir. Para o treinador, a semana livre para a o clássico contra o CSA, no próximo sábado, será fundamental para corrigir os problemas apresentados pela equipe nos últimos jogos.

“O momento de se falar muito pouco e trabalhar. Vamos ter aí quatro, cinco dias para o clássico e esse tempo precisamos resgatar tudo aquilo que foi deixado pra trás desde o jogo contra o Bahia. A gente atravessa um momento difícil, em relação a departamento médico, jogadores importantes de fora, seja por Covid, seja por lesão. Isso não é desculpa, mas temos um elenco bastante limitado, as opções que temos hoje pra tentar mudar o resultado, e é preciso resgatar o espírito primeiro do campeonato estadual”, analisou o comandante alvirrubro, que reconheceu o pior momento da temporada.

Antes dessa sequência de três jogos sem vencer, o CRB ficou 11 partidas invictas, entre compromissos pelo Alagoano, Copa do Brasil e Copa do Nordeste, com sete vitórias e quatro empates.

“Desde o jogo do Bahia a equipe vem tendo uma queda em todos os aspectos, e a gente precisa se recuperar o mais rápido possível. A diferença, que eu falo sempre, não tem perdedor que não vença e não tem ganhador que não perca. Nosso momento de derrota é agora, que é uma fase que está aí há três jogos, na pior sequência da temporada. Precisamos ter o equilíbrio, nos resignarmos e voltarmos a buscar trabalhar da forma que vínhamos atuando até o jogo contra o Paysandu, quando a equipe conquistou uma grande vitória a vaga na Copa do Brasil”, recordou Roberto Fernandes.

Trending