conecte-se conosco

PESportÚltimas

Jovens e reforços acirram luta pela vaga no setor ofensivo do Sport

Retornos para clássico esquentam disputa no ataque; confira números

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

O técnico Umberto Louzer tem uma boa dor de cabeça para armar o Sport no clássico contra o Náutico. Isso porque, no setor ofensivo, Thiago Lopes e Tréllez, que são reforços recentes do clube, voltam a ser opções neste domingo, enquanto os pratas da casa Gustavo e Mikael, acionados contra o Retrô, também pedem passagem pelo momento vivido atualmente.

VEJA MAIS: Confira aqui outras notícias do Sport

Concorrentes nas funções de meia central e centroavante, apenas dois desses quatro devem começar jogando o clássico que ocorre no estádio da Ilha do Retiro, às 16h, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano.

Thiago Lopes e Tréllez vinham sendo os titulares do Sport sob o comando do interino César Lucena, que treinou o time nos cinco jogos prévios à chegada de Louzer, e ficaram de fora na última partida por lesão e suspensão, respectivamente.

Neste início de temporada, o meia apresentou boa movimentação, às vezes saindo da esquerda para o centro do ataque, inclusive com dois gols marcados (contra Vitória-PE e Sete de Setembro).

Já o atacante colombiano ainda não emplacou. Mais discreto, segue em busca do primeiro gol com a camisa rubro-negra. Tréllez, inclusive, foi expulso contra o Sete de Setembro após empurrar o goleiro adversário.

Quanto aos pratas da casa, ambos aproveitaram os espaços dos primeiros jogos na temporada quando o Sport estava punido na Fifa e vêm bem, sobretudo Mikael. Cmeçando por Gustavo, o meia ainda não balançou as redes, mas contribuiu com duas assistências (contra Central e Treze). Dinâmico, tem demonstrado personalidade, buscando o jogo e achando bons passes no setor ofensivo.

O atacante, por sua vez, é o principal destaque do Sport neste início de ano, com seis gols em 14 partidas, inclusive marcando em clássico (contra o Santa Cruz) e balançando as redes até do meio de campo, como contra o Salgueiro.

Teorias à parte, na prática, é missão para Louzer – há dez dias no clube e ainda conhecendo as peças disponíveis – encontrar a melhor composição entre os jogadores e o encaixe para o setor ofensivo, que deve ter domingo, nas pontas, a manutenção de Neílton e Toró.

Números

Gustavo

Jogos: 13 (8 como titular)
Minutos: 686
Gols: 0
Assistências: 2

Thiago Lopes

Jogos: 5 (3 como titular)
Minutos: 270
Gols: 2
Assistências: 0

Mikael

Jogos: 14 (11 como titular)
Minutos: 969
Gols: 6
Assistências: 0

Tréllez

Jogos: 5 (4 como titular)
Minutos: 287
Gols: 0
Assistências: 0

Trending