conecte-se conosco

NáuticoPEÚltimas

Um dos sete pendurados do Náutico, Rhaldney mira clássico: ‘Quero jogar’

Volante destacou o risco de ficar suspenso, mas não escondeu vontade de estar em campo

Foto: Tiago Caldas/ CNC

Publicados

em

Um dos sete pendurados do Náutico para enfrentar o Sport pela última rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano, o volante Rhaldney admitiu desejo de estar em campo, ainda que a partida não valha nada do ponto de vista da classificação para o Timbu e haja o risco de ficar suspenso – em caso de novo amarelo – para as semifinais do Estadual, vaga já assegurada pelo time alvirrubro. Para ele, o motivo é simples: clássicos são jogos especiais.

“Quero jogar, sim. O clássico é um jogo muito grande, muito importante. E é que nem aquela frase, que a gente conhece jogador em jogo grande. Então quero jogar, sim, minha maior vontade é de jogar”, afirmou, antes de ponderar.

“Mas também tenho que entender os dois lados. Querendo ou não posso correr o risco de ficar de fora de uma semifinal, que é muito importante para o clube. Mas enfim, quero jogar e o que o professor optar é o que vai valer”, acrescentou o volante. A comissão técnica alvirrubra, aliás, ainda não falou se pode poupar ou ir com força máxima para o clássico.

Rhaldney é um dos destaques e titular absoluto na equipe comandada por Hélio dos Anjos, intacto mesmo em meio ao rodízio proposto pelo treinador na cabeça de área do Náutico.

Além dele, estão pendurados Camutanga, Bahia, Djavan, Marciel, Vinícius e o próprio Hélio. O Clássico dos Clássicos, aliás, ocorre neste domingo, no estádio da Ilha do Retiro, às 16h.

Trending