conecte-se conosco

NáuticoPEPernambucanoSportÚltimas

Na Ilha, Sport joga melhor, faz três e quebra invencibilidade do Náutico

Confira como ficou as quartas e a luta contra a queda no Estadual

Avatar

Publicados

em

Na Ilha do Retiro, o Sport demonstrou foi superior e quebrou a invencibilidade do Náutico – que poupou os pendurados e teve atuação bem abaixo da média da temporada – no Campeonato Pernambucano. Com gols de Neilton, Sander e Adryelson, o Leão fez 3 a 0 em duelo válido pela pela última rodada da primeira fase do Estadual, neste domingo.

E agora?

Classificados antecipadamente para as semifinais do Campeonato Pernambucano, Leão e Timbu esperam os resultados das quartas para terem definidos os respectivos adversários na eliminatória da competição – o Sport pega o duelo entre terceiro e sexta, já o Náutico entre quarto e quinto.

Outros resultados da rodada

No complemento da rodada, o Central venceu o Salgueiro por 2 a 1, no Lacerdão; o Retrô bateu o Vitória por 3 a 0, na Arena de Pernambuco; Afogados e Santa Cruz ficaram no zero, no Vianão; e Sete de Setembro e Vera Cruz empataram em 1 a 1, no Cornélio de Barros.

Quartas

Assim, as quartas de final, que ocorrem em jogo único com mando para a equipe de melhor campanha nesta primeira fase, ficaram: Salgueiro (terceiro) x Vera Cruz (sexto) e Santa Cruz (quarto) x Afogados (quinto).

Briga para não cair

Na luta contra a degola, por sua vez, os quatro últimos se enfrentam em um quadrangular de pontos corridos, com turno único, onde Retrô (sétimo) e Central (oitavo) fazem dois jogos como mandante, enquanto Sete (nono) e Vitória (lanterna) jogam apenas uma vez em casa.

Com goleada, o Sport quebra invencibilidade do Náutico e também vai à semifinal do PE

O clássico – Sport inicia aceso

O Sport começou o duelo mais ligado, tentando imprimir um ritmo maior, enquanto o reserva meio campo do Náutico (teve Marciel e Matheus Trindade) aparentou uma menor intensidade. Melhor para o Leão, que numa jogada de concentração abriu o placar.

Após a defesa do Timbu afastar escanteio, Marciel e Bryan foram atrás da bola na linha da grande área, porém, indecisos sobre qual ficar com a posse, acabaram antecipados por Neilton, que tabelou com Maidana e partindo em direção à diagonal da pequena área fuzilou Alex Alves, de esquerda, para abrir o placar, logo aos quatro minutos.

Náutico acorda

Depois do gol, o Timbu entrou um pouco mais na partida, conseguindo reter mais a posse e diminuindo o ritmo do Sport, que passou a marcar em bloco baixo, com as linhas compactas. Com a bola, o Náutico rondou a área, trabalhando a bola, mas não conseguiu infiltrar, com Jean Carlos tentando mas bem marcado. Assim, recorreu à jogadas laterais e finalizações de fora da área. E aí Mailson entrou em cena.

Após cruzamento da direita, Bryan subiu sozinho no segundo pau e cabeceou bem, para o chão, exigindo ótima defesa do goleiro. Depois, foi a vez de Marciel, em dois chutes de longe, que parou em Mailson: no primeiro, o goleiro pegou em dois tempos; no segundo, se esticou todo após desvio para mandar para escanteio. Além disso, nas demais bolas na área, Maidana demonstrou a conhecida força no jogo aéreo e afastou bem a maiorias delas.

E o Sport?

Enquanto isso, o Leão procurou administrar mais o jogo, acelerando apenas em momentos mais oportunos, de espaços dados pelo Náutico. E só assustou em chutes da entrada da área de Mikael e Júnior Tavares, com a perna direita (não é a boa), que saíram pela linha de fundo, com Alex Alves seguindo sem trabalhar.

Inesperado gol no fim

Equilibrado e muito disputado no meio, com algumas faltas até duras. O primeiro tempo pareceu que iria acabar 1 a 0. Mas só pareceu. Em ótimo lançamento de Maidana do campo de defesa, Neilton recebeu no mano a mano com Hereda e foi para cima, com Sander aparecendo livre nas costas. O lateral-esquerdo recebeu passe do atacante e bateu cruzado, forte, onde a bola desviou em Ronaldo Alves e morreu no fundo das redes, ampliando o placar.

Segundo tempo

Na etapa complementar, era o Náutico que precisava reagir, mas foi o Sport que voltou melhor. E ampliou. Depois de Toró desperdiçar ótima chance de cabeça, sozinho, no segundo pau em jogada de Júnior Tavares, o Leão marcou com Adryelson. Aos dez minutos, Patric cobrou falta da intermediária na área, a defesa do Timbu parou e o zagueiro só completou para o fundo das redes.

Náutico pouco inspirado

Assim como no primeiro tempo, o Sport seguiu compacto, marcando bem, enquanto o Náutico foi ainda menos inspirado ofensivamente. Jean Carlos até apareceu, tentou, mas esteve marcado. Mesma situação dos pontas Erick e Bryan, que não levaram a melhor individualmente sobre os defensores rubro-negros. Kieza, por sua vez, foi bem discreto: nem acionado, nem deu opção ou tentou sair da área para construir.

Hélio mexe, mas pouco muda

Tentando mudar o cenário de pouca criação ofensiva, o técnico Hélio dos Anjos fez todas as mudanças antes dos 25 minutos minutos, mas o cenário do jogo não mudou. Giovanny até imprimiu boa velocidade pela esquerda e criou boas jogadas, enquanto Paiva movimentou-se bem por dentro, mas, no geral, o Timbu quase não incomodou.

Do outro lado, Louzer também fez mudanças, mas o Sport, com espaço para o contra-ataque, falhou no último toque, especialmente com Maxwell – outro acionado, Everaldo entrou bem, mas não teve a chance de definir nenhum lance. Assim, o jogo terminou sem maiores emoções, com uma justa vitória rubro-negra.

Ficha

Sport

Mailson; Patric, Maidana (Sabino), Adryelson (Thyere), Sander; Marcão, Júnior Tavares, Thiago Lopes; Neilton (Maxwell), Mikael (Tréllez) e Toró (Everaldo). Técnico: Umberto Louzer

Náutico

Alex Alves; Hereda, Ronaldo Alves (Yago), Wagner Leonardo, Rafinha; Matheus Trindade, Marciel (Luiz Henrique), Jean Carlos (Juninho Carpina); Bryan, Kieza e Erick (Paiva). Técnico: Hélio dos Anjos

Gols: Neilton, Sander e Adryelson (SPO)
Cartões amarelos: Ronaldo Alves e Luiz Henrique (NAU); Marcão, Mailson, Toró, Neilton, Everaldo e Maidana (SPO)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending