conecte-se conosco

BABahiaCopa do NordesteÚltimas

Bahia: Dado amplia lista de técnicos com títulos do NE; veja ranking

Técnico já tinha dois troféus regionais, mas da Copa do Nordeste foi o primeiro

Foto: Agif, via Copa do Nordeste

Publicados

em

O novo título do Bahia na Copa do Nordeste, conquistado ao superar o Ceará, na tarde deste sábado, no estádio Castelão, cravou de vez o nome do técnico Dado Cavalcanti na história do Bahia. E também da competição, já que o comandante entrou para o seleto grupo de treinadores a conquistarem o Nordestão.

LEIA: Bahia abre distância do Ceará, passa Sport e iguala Vitória no ranking de campeões do NE; veja lista
LEIA: Em reviravolta histórica, Bahia vence Ceará nos pênaltis e leva tetra do Nordestão

No total, 16 técnicos já conquistaram o troféu do torneio, com 14 deles, incluindo Dado, tendo sido campeão apenas uma vez. Apenas Guto Ferreira (2017 e 2020), rival nesta tarde, e Arthurzinho (1997 e 1998) levaram o título em duas oportunidades.

Dado, aliás, já havia disputado a Copa do Nordeste outras vezes, como com o Náutico, em 2017, e com o Ceará, em 2015, onde acabou demitido em ambas as ocasiões ainda no início da competição. Apesar de ter sido o primeiro título do Nordestão, o treinador já havia conquistado outro Regional, a Copa Verde, duas vezes, em 2016 e 2018, com o Paysandu.

Ranking de campeões da Copa do Nordeste 

1) Guto Ferreira: 2 (2020, pelo Ceará, e 2017, pelo Bahia)
1) Arthurzinho: 2 (1998, pelo América-RN e 1997, pelo Vitória)
2) Bobô: 1 (2002, pelo Bahia)
2) Celso Roth: 1 (2000, pelo Sport)
2) Dado Cavalcanti: 1 (2021, pelo Bahia)
2) Evaristo Macedo: 1 (2001, pelo Bahia)
2) Eduardo Baptista: 1 (2014, pelo Sport)
2) Givanildo Oliveira: 1 (1994, pelo Sport)
2) Joel Santana: 1 (2003, pelo Vitória)
2) Milton Mendes: 1 (2016, pelo Santa Cruz)
2) Oliveira Canindé: 1 (2013, pelo Campinense)
2) Ricardo Silva: 1 (2010, pelo Vitória)
2) Ricardo Gomes: 1 (1999, pelo Vitória)
2) Rogério Ceni: 1 (2019, pelo Fortaleza)
2) Roberto Fonseca: 1 (2018, pelo Sampaio Corrêa)
2) Silas: 1 (2015, pelo Ceará)

Trending