conecte-se conosco
CSA e CRB ficaram no empate no jogo de ida da final do Alagoano CSA e CRB ficaram no empate no jogo de ida da final do Alagoano

ALAlagoanoCRBCSAÚltimas

CSA e CRB fazem jogo truncado e ficam 0 a 0 na ida da final do AL

Foto: Lucas Almeida/CRB

Publicados

em

No primeiro duelo da final do Campeonato Alagoano, CSA e CRB empataram em 0 a 0 num jogo bastante truncado no estádio Rei Pelé. Com poucas chances claras de gol, nenhum dos rivais quis se expor mais neste primeiro duelo e a decisão fica para o próximo sábado, às 17h, também no Rei Pelé. Caso o empate persista, a decisão vai para os pênaltis. Quem vencer no tempo normal leva o título.

O clássico começou truncado, com as equipes se expondo pouco e se estudando mais em campo. Com o decorrer do tempo, o CRB passou a ser mais agudo e cresceu no jogo, tendo maior volume ofensivo. Aos 14, o Galo teve sua primeira oportunidade, com Diego Torres. Guilherme Romão cruzou pela esquerda, a defesa cortou mal e a bola sobrou com o meia argentino, que bateu. A bola desviou no meio do caminho e passou perto do gol. Aos 18, a chegada veio com Wesley, que recebeu na entrada da área, bateu forte e Thiago Rodrigues fez boa defesa.

Enquanto isso, o CSA teve muita dificuldade na etapa inicial. A construção de jogadas do Azulão foi um ponto bastante ruim. O meio-campo tinha muita dificuldade na saída de jogo e perdia a bola com facilidade. Quando dominava na frente, não conseguia quebrar o bloqueio alvirrubro. Enquanto isso, o CRB trabalhou melhor a bola, teve melhores oportunidades, mas não conseguiu abrir o placar.

O segundo tempo já trouxe um Azulão melhor na partida. Com maior presença de ataque, já teve sua primeira chance aos cinco minutos, com Norberto. O lateral-direito bateu cruzado e Diogo Silva espalmou para fora da área. O Alvirrubro deu sua resposta aos 17, com Diego Torres. De fora da área, o meia bateu rasteiro e Thiago Rodrigues defendeu bem.

Conforme o fim da partida se aproximava, o ritmo do CRB diminuiu. O time regatiano baixou mais as suas linhas de marcação e buscava os espaços nas costas da defesa azulina. Enquanto isso, com mais campo para trabalhar a bola, o CSA rodava de um lado para o outro, mas pecava muito no último passe. Faltava uma movimentação maior para fugir do encaixe dos marcadores do rival. O duelo seguiu assim até o fim e o zero se manteve no placar.

Ficha do jogo

CSA

Thiago Rodrigues; Norberto, Lucão, Lucas Dias e Vítor Costa; Geovane, Gabriel e Bruno Mota (Gabriel Tonini); Marco Túlio (Nadson), Dellatorre (Iury) e Aylon (Ítalo). Técnico: Bruno Pivetti.

CRB

Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Frazan (Ewerton Páscoa) e Guilherme Romão; Claudinei, Wesley (Carlos Jatobá), e Diego Torres; Calyson (Ewandro), Lucão do Break (Erick), Luidy (Hyuri). Técnico: Roberto Fernandes.

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL. Cartões amarelos: Vítor Costa, Norberto e Lucas Dias (CSA); Frazan (CRB).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending