conecte-se conosco

CECearáCearenseEstaduaisFortalezaÚltimas

Fortaleza bate o Ceará e avança de forma antecipada no Cearense

Em clássico disputado, Leão foi mais eficiente e levou a melhor

Publicados

em

Deu Leão do Pici no Clássico-Rei. Com um gol em cada tempo, o Fortaleza venceu o Ceará por 2 a 0, na tarde deste sábado, no estádio Castelão, pela sexta rodada do Campeonato Cearense. Marcaram para o Tricolor, aliás, David e Matheus Jussa, respectivamente.

VÍDEO: Assista aos gols da vitória do Fortaleza sobre o Ceará

E agora?

Com o resultado, o Fortaleza segue na liderança, com 14 pontos e garantiu a classificação ao mata-mata do Estadual de forma antecipada (a uma rodada do fim da primeira fase), enquanto o Ceará aparece em quarto, com dez.

Na sequência da competição, o Alvinegro enfrenta o Atlético-CE, no Vovozão, nesta segunda-feira, mesmo dia em que o Leão encara o Icasa, no Castelão.

O jogo

Foi um primeiro tempo muito disputado, como de costume, pautado pelo equilíbrio. Tanto Ceará, quanto Fortaleza, tentaram jogar, mas esbarraram na dura marcação adversária. Assim, houve poucas emoções.

Vozão chega primeiro

A primeira boa chegada do clássico foi do Alvinegro – única. Em lance pontual de Mendoza, que fez jogada individual. O colombiano arrancou do meio de campo, saiu de dois e, ao entrar na área, já desequilibrado, chutou com pouco ângulo, de direita (perna ruim), para fora, aos quatro minutos.

Ademais, o Ceará sentiu sentiu falta de Vina não conseguiu criar, chegando apenas em jogadas de cruzamentos – apostando em lances laterais de ida à linha de fundo, além de escanteios – apesar da tentativa e até boa movimentação de Sobral. Porém, faltou capricho e os lançamentos na área sequer geraram finalizações.

Fortaleza demora a assustar, mas é mais perigoso e marca

O Leão do Pici, por sua vez, apesar da boa marcação, demorou a encaixar o setor ofensivo. Pelos lados, esbarrou na marcação do Ceará e, pelo meio, tentou chutes de fora ao primeiro sinal de espaço, mas sem direção.

Até a metade final do primeiro tempo. Isso porque, a partir de então, o meia Matheus Vargas apareceu bem, buscando o jogo e tomando a iniciativa no setor ofensivo. Encostando na frente, por exemplo, deu ótimo chute da entrada da área, com perigo, exigindo boa defesa de Richard, aos 36 minutos.

Mais confortável em campo e conseguindo jogar no campo de ataque, o Leão conseguiu chegar ao gol. Em escapada de Matheus Vargas diante da defesa do Ceará desorganizada, o meia acionou Wellington Paulista pela direita, que deu ótimo cruzamento de primeira para David – nas costas de Messias e sem a cobertura de Gabriel Dias -, que só completou de chapa, no canto, para abrir o placar, aos 38.

Superior, o Leão ainda chegou bem mais uma vez. E de novo com Matheus Vargas, que fez triangulação com Jussa e Wellington Paulista, recebeu próximo da meia-lua, porém, dessa vez o chute saiu fraco.

Segundo tempo – Vozão tenta, mas Leão marca

A etapa complementar voltou com o Ceará tendo mais ímpeto, buscando ocupar o campo de ataque com agressividade pelos lados, apostando em Mendoza e na entrada de Yony González. O Alvinegro, entretanto, esbarrou na marcação do Fortaleza e seguiu sem assustar Felipe Alves.

Ao Leão, por sua vez, praticamente bastou a primeira investida. E uma dose de sorte. Aos nove minutos, Matheus Jussa arriscou e nem pegou em cheio, mas a bola desviou no meio do caminho na defesa Alvinegra e tirou qualquer chance de defesa de Richard.

Mudanças dos dois lados

Depois do segundo gol, ambos os times mudaram. O Fortaleza buscou dar gás novo ao meio de campo e adotou uma postura mais precavida, esperando o Ceará. Já o Vozão colocou peças ofensivas a fim de pressionar o rival.

Ceará pressiona, mas Fortaleza se segura

Indo com tudo para o ataque, o Vozão pressionou, mais na vontade do que na organização. Tentou cruzamentos, chutes da entrada da área – com Marlon, por cima, e com Yony, desviado, mas nenhum em chance clara -, e inclusive pediu um pênalti, em bola que tocou no braço aberto de Benevenuto na área após desvio no pé do próprio zagueiro, porém, o árbitro nada marcou, apesar da forte reclamação do Vozão. Assim, o Tricolor conseguiu se segurar e administrar a vantagem para sair vencedor no clássico

Ficha

Ceará

Richard; Gabriel Dias, Messias, Jordan, Bruno Pacheco; Charles (Oliveira), Marlon, Fernando Sobral (Yony González); Lima (Jorginho), Cléber (Saulo Mineiro) e Mendoza. Técnico: Guto Ferreira

Fortaleza

Felipe Alves; Tinga, Marcelo Benevenuto, Titi, Bruno Melo; Matheus Jussa (Ronald), Ederson, Matheus Vargas (Gustavo Blanco); Robson, Wellington Paulista (Osvaldo) e David (Yago Pikachu). Técnico: Vojvoda

Gols: David e Matheus (FOR)
Cartões amarelos: Marcelo Benevenuto, Gustavo Blanco, Robson (FOR)

Outros resultados da rodada

Crato 1 x 2 Pacajus – Estádio Franzé Morais
Icasa 3 x 2 Caucaia – Estádio Elzir Cabral

Ouça agora:

Trending