conecte-se conosco
Sampaio Corrêa Sampaio Corrêa

MAMaranhenseSampaio CorrêaÚltimas

Ciel marca e Sampaio Corrêa abre vantagem sobre Moto Club no Maranhense

Foto: Andriolli Araújo/Sampaio Corrêa

Publicados

em

O primeiro gol do artilheiro com a camisa do Sampaio Corrêa. Ciel foi decisivo e deu a vitória à sua equipe, por 1 a 0, em cima do Moto Club. Placar suficiente para dar vantagem ao Paio no jogo da volta. Um empate garante o título ao Tubarão. O Rubro-negro precisa vencer por dois gols de diferença para levantar a taça. Caso vença por 1 a 0, a partida será decidida nos pênaltis.

Início corrido e Ciel decisivo

Apesar de um começo estudado, nenhuma das duas equipes se retraiu. Ambas tentavam ser agressivas e saíam para o ataque, tentando arrancar a vantagem logo nos primeiros minutos. O Moto tentou primeiro, aos oito, mas o goleiro Mota impediu a finalização. Aí, aos 12, o Sampaio Corrêa abriu com o artilheiro Ciel. Após grande lançamento, Sávio recebeu na direita e cruzou rasteiro para o camisa 99, que apareceu nas costas da zaga e empurrou para o gol aberto.

Aos 20, Ciel recebeu cara a cara com o goleiro Joanderson, driblou o adversário, mas ficou sem ângulo e chutou para fora. Aos 22, Felipe finalizou forte e respondeu pelo Papão. Mota espalmou e a zaga cortou para longe. Aos 49, Pimentinha teve mais uma boa chance de aumentar a vantagem para o Paio. O ponta ajeitou para a perna esquerda e bateu forte para mais uma defesa de Joanderson. O Sampaio Corrêa teve mais volume de jogo e criava suas principais jogadas pelo lado direito, enquanto o Moto se ajustou na defesa e buscava os contragolpes.

Ritmo cai, mas Sampaio Corrêa se segura

Pelo horário e o calor, era esperado que a partida caísse de ritmo no segundo tempo, como aconteceu. Com o jogo mais cadenciado, as chances ficaram mais escassas. Por outro lado, a briga em campo pela bola seguiu na mesma proporção. Bem com a cara de clássico. Precisando do resultado, o Moto Club se lançou mais ao ataque e chegou bem aos 15 minutos, com Flamel. O meia bateu colocado e o goleiro espalmou.

O duelo seguiu um pouco travado, o Sampaio Corrêa não teve mais o mesmo ímpeto, e o Papão tentou fazer uma blitz no final do jogo para conquistar o empate. Novamente, Mota apareceu bem para garantir o resultado. Aos 40 minutos, Lenílson cobrou falta para a área, Negueba desviou de cabeça e o goleiro, no reflexo, salvou e jogou para escanteio. Bem fechado, o Tubarão conseguiu conter as investidas do Rubro-negro e conquistou a vantagem para o segundo jogo da final.

Ficha do jogo

Sampaio Corrêa

Mota; Sávio, Joécio, Victor Oliveira e Erick Daltro; Ferreira, André Luiz (Pablo) e Eloir (Guilherme Teixeira); Pimentinha (Michel), Jajá (Wesley) e Ciel (Dione). Técnico: Daniel Neri

Moto Club

Joanderson; Everton (João Victor), Antônio Lara, Marquinhos (Wanderson) e Diego Renan (Guilherme); Mauro (Maurinho), Victor Manoel, Flamel (Lenílson) e Vinícius Paiva; Negueba e Felipe. Técnico: Júnior Amorim.

Local: Estádio Castelão, em São Luís-MA. Gol: Ciel, aos 12′ do 1ºT (SAM). Cartões amarelos: Victor Oliveira e Ferreira (SAM); Everton e Victor Manoel (MOT).

Trending