conecte-se conosco
Ceará e Bahia fazem confronto entre segunda melhor defesa e melhor ataque do G7 do Nordeste Ceará e Bahia fazem confronto entre segunda melhor defesa e melhor ataque do G7 do Nordeste

BABahiaCECearáCopa Sul-AmericanaÚltimas

Céu alvinegro e inferno tricolor: veja os cenários de classificação de Ceará e Bahia na Sula

Foto: Ceará/Fausto Filho; Felipe Oliveira/EC Bahia

Publicados

em

Únicos representantes do Nordeste na edição da Sul-Americana deste ano, Ceará e Bahia vivem situações opostas na competição, ainda que busquem o mesmo objetivo: passagem para as oitavas de final. Enquanto o Tricolor de Aço tem caminhada bem mais difícil para seguir no torneio, após o tropeço para o Independiente, na Argentina, somada à vitória por goleada do Montevideo City Torque na última quinta-feira, o Vozão tem vida muito mais tranquila e pode sacramentar passagem inédita para as oitavas já na próxima rodada.

Com o intuito de destrinchar estes cenários, a reportagem do NE45 detalhou as contas que cada equipe precisa fazer para avançar de fase no torneio continental. Veja abaixo.

Bahia

A derrota por 1 a 0 para Independiente, em Avellaneda, na última terça-feira, por si só já elevou a dificuldade pela classificação tricolor às oitavas de final. Mas, a goleada por 4 a 0 do Montevideo City Torque sobre o Guabirá tratou de piorar ainda mais. Isso porque o triunfo fez o time uruguaio ultrapassar o Bahia – hoje 3º lugar – no saldo de gols (6 x 5), colocando-o de volta à briga. E, com o resultado, o Bahia terá que obrigatoriamente vencer o próprio Montevideo na última rodada da fase de grupos – que garante passagem às oitavas unicamente para o líder – e torcer para que o já eliminado Guabirá derrote o Independiente, hoje na ponta da tabela da chave B.

Ceará

Líder do grupo C e com ‘folga’ de um ponto para o segundo colocado, o Ceará depende apenas de si para carimbar uma vaga histórica nas oitavas da Sul-Americana. Para alcançar o feito, o Alvinegro precisa vencer o Jorge Wilstermann, na Bolívia, na próxima quinta-feira. Se empatar, o Vozão precisa torcer por um tropeço (derrota/empate) do Arsenal, de Sarandí, diante do Bolívar, também no mesmo dia.

Por outro lado, em caso de derrota cearense, o time comandado por Guto Ferreira ainda se dá ao luxo de ostentar duas possibilidades a seu favor pela classificação: Bolívar precisa vencer por menos de cinco gols de vantagem ou perder por apenas um gol de diferença do Arsenal, sob a condição de marcar gols, ou torcer por um empate no confronto. 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending