conecte-se conosco

ConfiançaSESérie BÚltimas

No Batistão, Confiança vence bem o Cruzeiro na estreia da Série B

Dragão até sofreu no início, mas aproveitou as brechas e saiu vencedor

Foto: Lucas Almeida/ ADC

Publicados

em

Ótima estreia do time e do técnico Rodrigo Santana. Com dois a mais por cerca de 50 minutos, o Confiança venceu bem o Cruzeiro, por 3 a 1, na tarde deste sábado, no estádio Batistão, pela abertura da Série B. Os gols do Dragão foram marcados por Neto Berola, Cristiano e Daniel Penha, enquanto Bissoli descontou para a Raposa.

E agora?

Com o resultado, o Confiança largou na liderança da competição. Na sequência da Segundona, a equipe sergipana enfrenta o Goiás, no estádio Serrinha, na próxima sexta-feira.

O jogo?

O Confiança começou o duelo com menos posse e posicionado em bloco baixo defensivamente, a fim de conter o ímpeto do Cruzeiro, que iniciou com um ritmo forte e teve mais a bola. Diante desse cenário, o Dragão foi mais reativo, buscando desarmar e sair em velocidade.

Dificuldade no começo

Porém, a equipe sergipana encontrou dificuldades nos 15 primeiros minutos. Isso porque, principalmente do lado esquerdo, com os estreantes João Paulo e Luidy, o Confiança deu espaço ao Cruzeiro, que chegou na linha de fundo em três oportunidades neste recorte, contudo, a dupla de zaga, sobretudo com Nery Bareiro, apareceu bem e fez cortes precisos nas investidas mineiras.

Ao mesmo tempo, o Dragão teve chances de contra-atacar, já que a Raposa deu espaços na tentativa de propor, entretanto, faltou entrosamento – já que Daniel Penha e Luidy estrearam nesta tarde – e capricho a Neto Berola, principal válvula pela direita, que pecou na tomada de decisão.

Ritmo diminui e Dragão tem dificuldade

Depois de um início intenso de jogo, os times diminuíram o ritmo e o Confiança passou a ter um pouco mais de posse, mas encontrou dificuldades para propor, tanto pelas características dos volantes Serginho e Gilberto, mais de contenção, como pela falta de entrosamento.

Confiança marca

O Dragão chegou ao gol em uma boa jogada de Willians, que recebeu a bola entrelinhas e acionou Neto Berola por trás de defesa mineira, que entrou cara a cara e driblou Fábio, mas acabou derrubado pelo goleiro dentro da área. Pênalti bem marcado. Na bola, o próprio Berola bateu para abrir o placar, aos 33 minutos.

Dragão fica com dois a mais

Em dois minutos, o Confiança viu o Cruzeiro ter dois jogadores expulsos, em dois lances diferentes. Primeiro, Adriano chegou atrasado e fez falta dura em Luidy, onde recebeu o segundo amarelo e deixou o jogo mais cedo, aos 41.

Depois, aos 42, Fábio pegou a bola com a mão fora da área, em um lance curioso, ao encaixar lançamento sem estar pressionado. Como já havia levado amarelo no lance do pênalti, voltou a ser advertido e também saiu mais cedo.

Segundo tempo

Na etapa complementar, como esperado, o Confiança teve espaço, mas não conseguiu aproveitar. Primeiro, desperdiçou contra-ataque três contra dois por impedimento de Willians. Em seguida, em escapada pela direita de Neto Berola, a bola sobrou para Willians na grande área, que chutou forte mas parou em boa defesa de Lucas França.

E quem não faz…

O Confiança vinha conseguindo controlar o jogo, porém, bastou um deslize para ser vazado. Aos dez minutos, a defesa sergipana cochilou em cobrança de escanteio da Raposa e deixou Bissoli subir sozinho para cabecear no canto e empatar.

Gol liga alerta, Rodrigo muda, Dragão pressiona e marca

O empate sofrido acordou de vez o Dragão, que voltou a imprimir um ritmo forte. Além disso, Rodrigo Santana fez mudanças, a fim de dar gás novo. E, depois de algumas tomadas de decisões erradas no ataque e jogo forçado pelas laterais, o Confiança, enfim, chegou ao gol, ainda que mais na vontade do que na organização.

Em chuveirinho por trás da defesa do Cruzeiro, Lucas Barcelos recebeu na linha de fundo, tocou para o meio da área e Cristiano só precisou completar para o fundo das redes – jogada entre dois jogadores que saíram do banco de reservas.

Confiança marca mais um e vence

Na reta final, o Dragão buscou administrar mais o jogo. Mas foi além. Em novo contra-ataque, Cristiano acionou Marcelinho na ponta direita, que saiu a cara a cara e só rolou para Daniel Penha, com a barra aberta, fazer o terceiro e dar números finais ao jogo. Estreia com pé direito do Dragão.

Ficha

Confiança 3

Rafael Santos; Leandro Silva, Nery Bareiro, Victor Salinas, João Paulo; Gilberto (Bruno Sena), Serginho (Álvaro), Daniel Penha; Luidy (Marcelinho), Neto Berola (Lucas Barcellos) e Willians Santana (Cristiano). Técnico: Rodrigo Santana

Cruzeiro 1

Fábio; Cáceres, Joseph (Matheus Neris), Ramon, Matheus Pereira; Matheus Barbosa (Flávio), Adriano, Romulo; Bruno José (Zanetti Toledo), Rafael Sóbis (Lucas França) e Airton (Bissoli). Técnico: Ricardo Conceicão

Local: Arena Batistão, Aracaju
Gols: Neto Berola, Cristiano e Daniel Penha (CON)
Cartões amarelos: Adriano e Fábio (CRU); Willians (CON)
Cartão vermelho: Adriano e Fábio (CRU);

Trending