conecte-se conosco

BAÚltimas

Governo recua e diz que a Bahia não receberá jogos da Copa América: ‘Prioridade é salvar vidas’

Foto: SECOM GOV/BA

Publicados

em

Depois de admitir a possibilidade de receber jogos da Copa América sem público, o governador da Bahia, Rui Costa, garantiu que o estado não poderá ser uma das cidades-sede da competição continental. Em pronunciamento oficial à TV Bahia na noite desta quarta-feira, Rui afirmou que a Arena Fonte Nova, palco cotado para a realização dos duelos, abriga um hospital de campanha para pacientes infectados pela Covid-9, o que, portanto, inviabilizaria a disputa das partidas.

“A prioridade que queremos é vacina. Vacina para salvar vidas humanas, vacina para retomar o emprego, a renda, a economia. Esperamos que o governo federal tenha empenho, dedicação e trabalhe para a chegada de mais vacinas rapidamente. Aqui na Bahia, a prioridade é salvar vidas humanas, continuar trabalhando e gerar renda para a população”, destacou o estadista.

Ao longo do dia, desde a notícia de que Argentina e Colômbia, então países-sedes da Copa América, desistiram de receber a competição – o primeiro porque vive alta de casos de Covid-19 e o segundo porque passa por um momento de convulsão social, com protestos contra o governo -, o Brasil, que apesar de experimentar o pior momento da pandemia, deu aval para sediar os jogos.

A partir daí, com a sinalização positiva, governos estaduais se posicionaram sobre a possibilidade de trazer algumas partidas para suas cidades. O que, no entanto, foi vetado por estados como Pernambuco, Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. E, agora, com a Bahia.

Trending