conecte-se conosco

PIPiauienseÚltimas

Técnico Paulo Júnior é suspenso por um ano por ter mandado jogadores “darem porrada”

Publicados

em

O Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI) puniu de forma severa o técnico pernambucano Paulo Júnior baseado na súmula da partida entre Tiradentes e Picos, pela 10ª rodada do Campeonato Piauiense. Por “incitação ao ódio e violência no campo de jogo”, o treinador foi punido com 360 dias de suspensão, além de multa de R$ 2 mil. No súmula da partida, vencida pelo Picos por 1 a 0, o árbitro Ideilon Helton Alves Lima relatou que o então comandando do Tiradentes foi expulso por ter pedido para seus jogadores darem “porrada e pontapé” nos atletas adversários. Paulo Júnior nega a versão.

“Fui informado pelo assistente nº 1, o senhor Rogério de Oliveira Braga que o técnico da Sociedade Esportiva Tiradentes estava instigando insitentemente seus atletas a violência dentro de campo dizendo “pode dar porrada neles, é por minha conta. Pode dar um pontapé mesmo e pode deixar comigo”, relatou o árbitro no documento. Ainda segundo a súmula, após a partida, o treinador ainda invadiu o campo para tentar agredir o assistente de arbitragem.

Como a punição se deu em âmbito estadual, ela só é aplicada dentro do futebol piauiense.

No mesmo processo, o assistente técnico do Picos, José Batista de Sousa, foi condenado com quatro partidas de suspensão, além da multa de R$ 500 por “ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”. Vale ressaltar que os dois clubes acabaram rebaixados para a Série A2 do Campeonato Piauiense.

Trending