conecte-se conosco
Rondinelly Santa Cruz Rondinelly Santa Cruz

CEPESanta CruzSérie CÚltimas

Em jogo apático, Santa Cruz e Floresta empatam no Arruda

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Publicados

em

Em uma atuação para esquecer, Santa Cruz e Floresta protagonizaram um jogo apático no Arruda. Sem qualquer emoção, o resultado não poderia ter sido diferente: um 0 a 0 insosso. Que, porém, tem pesos completamente opostos para os clubes.

De um lado, o Verdão segue líder invicto do grupo A, com quatro pontos somados, já que venceu na estreia da Série C, e pontuando na casa do rival, enquanto do outro, o Tricolor amplia crise e chega ao segundo jogo consecutivo ainda sem vitória. E mais: perigando na lanterna, em oitavo lugar.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Santa Cruz volta a campo na segunda-feira (14), contra o Ferroviário, fora de casa, enquanto o Floresta visita o Manaus, na Arena da Amazônia, no sábado (12).

O time até teve volume no 2T (o maior nesta largada do BR), mas o futebol de uma maneira geral foi sofrível…

Futebol, mais uma vez, bem abaixo

Quarenta e cinco minutos de um futebol sofrível no Arruda. Com um futebol nada inspirado de ambos os lados, sobretudo por parte do Santa Cruz, que sequer chegou ao gol do Floresta, as equipes saíram de campo com um moroso 0 a 0 no primeiro tempo. Ainda abusando da lentidão na transição ofensiva e, quando chegava ao ataque, encontrava extrema dificuldade em furar o bloqueio do rival, o Tricolor teve apenas uma única “chance” de perigo com Rondinelly – sendo um chute para fora, diga-se. Aos 15, o meia pisou na área e finalizou cruzado, rasteiro, mas a zaga do Floresta afastou. Depois, nada.

O time cearense, por sua vez, conseguia encontrar espaços e quase sempre chegava com facilidade na defesa coral, porém, sem levar perigo real, principalmente porque apostava nas jogadas aéreas, em sua maioria afastadas pela alta dupla de zaga do Santa Cruz. Até os 28 minutos, quando Deivinho subiu mais que todo mundo e cabeceou nas pernas de Jordan. Gol, contudo, invalido pelo árbitro, que marcou falta do atacante em Weriton.

Floresta marca, mas juiz assinala impedimento e Santa cresce

Seguindo a mesma tônica do primeiro tempo, a etapa complementar também foi morosa no Arruda. Cenário que só foi mudar aos 18 minutos, quando o Floresta fez o segundo gol, desta vez com Flávio Torres, de cabeça, mas novamente o juiz assinalou impedimento. O lance ligou o sinal de alerta no Santa Cruz que, por muito pouco, não abriu o placar na sua melhor chance da partida.

Frank, que acabara de entrar no lugar de Vitinho, fez grande jogada, deixando a zaga do Floresta no chão e finalizando forte, colocado, no ângulo, mas Douglas se esticou todo e defendeu. O Santa Cruz aproveitou o momento de calor e, na sequência, voltou a se aproximar do gol. Em cruzamento de Chiquinho, Hébert subiu sozinho, cabeceou e a bola passou muito perto da trave de Douglas. Mas nada suficiente para abrir o placar no Arruda.

Ficha do jogo

Santa Cruz 0

Jordan, Eduardo, Hébert, Breno Calixto e Weriton; Caetano, Vitinho (Frank), Rondinelly (França) e Chiquinho; Madson e Adriano Michael Jackson (Pipico). Técnico: Bolívar.

Floresta 0

Douglas Dias, Tony, Edimar, William Goiano (Alisson Santos) e Carlos Renato; Jô, Marconi e Elielton; Flávio Torres (Alisson), Eduardo (Dione) e Deysinho (Fábio Alves). Técnico: Leston Júnior.

Local: Arruda
Árbitro: Leonilson Fernandes Trigueiro Filho (RN)
Assistentes:
Luis Carlos de França Costa (RN) e Reinaldo de Souza Moura (RN)
Gols
: Nenhum
Cartões amarelos:
Deivinho (F), Hébert (S),

Ouça a partir do minuto 05′:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending