conecte-se conosco

ALCRBSérie BÚltimas

Em jogo frenético no Mineirão, CRB é letal no ataque e vence o Cruzeiro

Foto: Vinnicius Silva

Publicados

em

Um saldo de sete gols que foi espelho do melhor jogo da Série B de 2021 até aqui. Em uma partida frenética no Mineirão, o CRB aproveitou as oportunidades que teve, foi letal no ataque e venceu o Cruzeiro por 4 a 3 na noite deste domingo, pela segunda rodada do Brasileiro. Os gols do time regatiano foram marcados por Marthã, Diego Torres, Hyuri e Jean Patrick – um golaço, diga-se. A Raposa descontou com Airton, Ramon e Matheus Barbosa.

O enorme triunfo deixa os alagoanos na quinta colocação na tabela, com quatro pontos conquistados. Na próxima rodada, o time volta ao Rei Pelé, onde enfrenta o Confiança, no sábado.

CRB abre o placar e conta com grande atuação de Diogo Silva e Diego Torres

Um primeiro tempo lá e cá no primeiro terço e que, no fim, o CRB terminou melhor. Logo aos quatro, Diego Torres cobrou escanteio no segundo pau e Marthã, livre, cabeceou para abrir o placar no Mineirão. O gol, por um lado, ligou o alerta para o Cruzeiro, enquanto o Galo deu brechas e minutos depois, permitiu o rival empatar o confronto. Airton, após lançamento de Raúl Cáceres, também de cabeça, mandou para o fundo das redes de Diogo Silva, que nada pôde fazer.

A partir daí, a Raposa aproveitou mais as brechas dos alagoanos e, se não fosse o milagre feito por Diogo Silva, teria virado o jogo. Rafael Sóbis recebeu lançamento de Bissoli e, livre na grande área, cabeceou forte para o arqueiro se esticar todo e impedir o segundo gol dos mineiros. E se Diogo estava inspirado, o Diego Torres, também. E foi pelos pés dele – novamente – que o CRB voltou a ficar à frente do placar. O argentino cobrou falta, a bola bateu na barreira cruzeirense e enganou Lucas França.

Segundo tempo frenético e de felicidade para o CRB e Jean Patrick

Precisando empatar para voltar ao jogo, o Cruzeiro se lançou ao ataque e, logo no primeiro minuto, se não fosse mais uma vez a atuação de gala de Diogo Silva, teria igualado o duelo. Rafael Sóbis entrou na grande área, cortou para direita e finalizou para o arqueiro espalmar. E aí veio a ducha de água fria. Porque o CRB, letal no ataque, ampliou a vantagem com Hyuri.

Os mineiros, porém, não sentiram o baque e logo diminuíram com Ramon. Aos 13 minutos da segunda etapa, o lateral direito cabeceou com firmeza e venceu Diogo Silva. Desde então, o Cruzeiro se manteve no páreo, criou chances claras em três oportunidades – sendo uma delas um lance polêmico de gol não assinalado – e também viu Gum, de bicicleta, parar na trave de Lucas. Mas o final da partida ainda reservaria fortes emoções – e com um final feliz para o CRB. Matheus Barbosa, que acabara de entrar, fez o terceiro do time celeste, porém, dois minutos depois, Jean Patrick, de muito longe, acertou um belíssimo chute, no ângulo, e decretou o triunfo regatiano.

Ficha do jogo

Cruzeiro 3

Lucas França, Cáceres, Ramon, Joseph e Matheus Pereira; Flávio, Rômulo e Rafael Sóbis (Stênio); Airton (Felipe Augusto), Bruno José e Bissoli. Técnico: Felipe Conceição.

CRB 4

Diogo Silva, Reginaldo Lopes, Gum, Frazan e Marthã (Claudinei); Guilherme Romão, Ewandro (Erik) e Jacn Patrick; Hyuri (Vitão), Diego Torres (Dudu) e Alisson Farias (Celsinho). Técnico: Allan Aal.

Local: Mineirão
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Fabrini Belivaqua Costa (SP)
Gols: Marthã, do CRB, aos 4′ do 1T; Airton, do Cruzeiro, aos 9′ do 1T; Diego Torres, do CRB, aos 31′ do 1T; Hyuri, do CRB, aos 6′ do 2T, Ramon, do Cruzeiro, aos 13′ do 2T, Matheus Barbosa, do Cruzeiro, aos 40′ do 2T, Jean Patrick, do CRB, aos 42′ do 2T
Cartões amarelos:
Ewandro (CRB), Ramon (CRU), Jadson (CRU), Claudinei (CRB), Marthã (CRB)

Ouça a partir do minuto 108′:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending