conecte-se conosco

PBSérie DÚltimas

Treze: artilheiro reclama de atrasos e diz que atletas passam necessidade

Foto: Jefinho Cariri / Treze

Publicados

em

Eliminado na primeira fase da Copa do Nordeste e na semifinal do Campeonato Paraibano, o Treze estreou na Série D no último domingo perdendo por 1 a 0 para o ABC, no Amigão, tendo ao todo 14 desfalques, sendo 12 deles por Covid-19. E se ambiente no clube já não era dos melhores, o cenário ficou ainda mais conturbado após o atacante João Leonardo, artilheiro do time na temporada com cinco gols, fazer um desabafo nas suas redes sociais, denunciando atrasos salariais, jogadores passando necessidade, com má alimentação e dificuldades para o tratamento do novo coronavírus. O jogador foi um dos que testaram positivo para a doença.

Segundo João Leonardo, são seis meses de salários atrasados. O atacante lembrou ainda que o Treze foi um dos clubes a receber um auxílio de R$ 120 mil da CBF por conta da pandemia da Covid-19 por estar na Série D.

“Jogadores passando necessidades, contas atrasadas, jogadores que não tem sequer um sabonete e pasta de dente. Quantas vezes já tirei do meu pra ajudar. Isso é uma falta de respeito com o ser humano! Como você tira uma família de sua casa, para não dar o mínimo de condições de trabalho. Com qual cara você vai ter coragem pra cobrar resultado? Futebol é maravilhoso, mas para quem sabe fazer, se você não souber fazer, não faça futebol!”, desabafou o jogador, que continuou.

“14 seres humanos com Covid no elenco. Você com Covid, com condições financeiras, para ter uma alimentação saudável, já é difícil… Imagina você sem condições de comprar seu alimento. Imagina você deixar de comer uma carne, um frango, para deixar sua filha e sua esposa comer, e você passar fome com Covid. Esses são relatos de atletas, que estão tendo um tratamento desumano dentro do clube. 120 mil da CBF, 60 mil da timemania, atletas 2 meses sem nada. Vai entender….”, continuou.

Além de João Leonardo, outros 11 jogadores testaram positivo para a Covid-19 no Treze: Jeferson (goleiro), Leandro Santos (goleiro), Júlio Ferrari (lateral-direito), Adriano Alves (zagueiro), Rômulo Costa (zagueiro), Birungueta (meia), Emerson (meia), Romildo Vitor (meia), Juan Batista (meia), Geraldo (atacante) e Lukão (atacante). Além do preparador de goleiros Emerson Medeiros, e o fisioterapeuta Júlio Cavalcante também estão infectados.

O Treze volta a campo pela Série D no próximo sábado, para enfrentar o Atlético-CE, fora de casa.

Resposta do Treze

Em entrevista ao GE, o vice-presidente do Treze, João Paiva Filho, criticou a postura do jogador e rebateu as denúncias. Segundo o dirigente, o atacante fez a postagem na rede social após ser informado que seria dispensado pelo clube.

“O que ele está falando é pura inverdade. Qualquer um pode chegar lá (no PV) e fazer uma visita na cozinha. Lá tem café, almoço e jantar todo dia, nunca faltou nada. Ele está fazendo isso, pois sabe que vai ser dispensado. Amanhã estão chegando reforços que o nosso técnico está trazendo. Se tivesse jogador passando fome, como ele fala, será que já não teria vazado alguma coisa? Como é que um jogador corre dentro de campo? Pelo contrário, eles comem do bom e do melhor”, rebateu o dirigente.

Já em entrevista à Rádio CBN, o presidente do Galo, Walter Júnior, não confirmou a dispensa de João Leonardo. Segundo ele, o contrato do jogador vai até o próximo dia 30. Porém, o cartola não adiantou se o vínculo será renovado.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending