conecte-se conosco

Copa do BrasilRNÚltimas

No Frasqueirão, ABC faz três na Chape e avança na Copa do Brasil

Alvinegro foi cirúrgico e contou com grande atuação de Wellington

Foto: Marcio Cunha/ ACF

Publicados

em

O ABC foi cirúrgico no ataque e, contando com uma grande atuação do goleiro Wellington, venceu por 3 a 0 e eliminou a Chapecoense pela volta da terceira fase da Copa do Brasil – ida havia sido 3 a 1 para o time catarinense. Os gols do Alvinegro foram marcados por Marcos Vinicius, Wallyson e Ederson, na tarde desta quarta-feira, no estádio Frasqueirão.

VÍDEO: Assista aos gols da vitória do ABC por 3 a 0 sobre a Chape

Com o resultado e classificação, o ABC abocanha R$ 2,7 milhões de cota, que dá fôlego financeiro para disputa da Série D. Na sequência da Quarta Divisão, a equipe potiguar enfrenta o Sousa, neste domingo, novamente em Natal.

História

Esta, aliás, é a terceira vez que o Alvinegro avança às oitavas da Copa do Brasil – a última havia sido há sete anos, em 2014.

O jogo

ABC e Chapecoense fizeram um primeiro tempo bem movimentado, com alternâncias das ações, onde a equipe Alvinegra levou a melhor – e ainda contou com uma dose de sorte para abrir o placar.

Depois de um início morno, muito concentrado no meio e sem grandes chances, o time potiguar marcou o primeiro em uma despretensiosa cobrança de falta. Marcos Vinícius não bateu bem, mas a bola desviou na barreira e foi no contrapé de Tiepo, morrendo no fundo das redes. ABC na frente.

O gol acordou a Chapecoense, que passou a ser mais incisivo na frente. E o Alvinegro sofreu, sobretudo pelos lados. A partir de cruzamentos, a equipe potiguar só não foi vazada porque Bruno Souza salvou finalização em cima da linha, aos 28, e Héliton bloqueou outro chute na pequena área – chance iminente de gol – , em cima da hora, aos 36.

Passado os momentos de sufoco, porém, bastou uma chegada para o ABC ampliar. Em cobrança de lateral de Netinho direto na área, Wallyson aproveitou bobeira da defesa catarinense e completou de primeira, no segundo pau, para fazer 2 a 0.

Nos acréscimos do primeiro tempo, entretanto, o Alvinegro voltou a vacilar na defesa e passou sufoco, com direito a pênalti perdido pela Chapecoense, após Hélitão bater com o braço aberto na bola. Na cobrança, Anselmo Ramon tentou uma cavadinha, mas a bola foi no travessão. Ainda, na sequência, deu tempo do centrovante acertar a trave em cruzamento.

Segundo tempo acuado, com brilho de Wellington e gol de Ederson

Para a etapa complementar, o Alvinegro voltou completamente retraído, haja vista a pressão imposta pela Chapecoense, com seis difíceis defesas de Wellington antes dos 20 minutos, seja em chute de fora, de dentro da área, caído em rebote, cabeceio… o goleiro do ABC brilhou para manter a meta intacta.

Por outro lado, passado o enorme sufoco inicial, de novo, bastou uma investida para o time potiguar marcar. Após cobrança de falta rápida, Alan Pedro avançou pela esquerda, cruzou rasteiro e o experiente Ederson concluiu, na pequena área e ampliou, aos 26 minutos.

Alvinegro se segura

Na reta final do jogo, o ABC resistiu à pressão da Chapecoense, que tentou de tudo quanto é jeito marcar, mas parou na defesa potiguar e, mais uma vez, em Wellington, que teve tarde mais do que inspirada. Desvantagem revertida e classificação às oitavas de final da Copa do Brasil.

Ficha

ABC 3

Wellington Lima; Bruno Souza, Alisson Caetano, Héliton, Netinho; Vinicius Paulista (Denner), Diego Valderrama, Marcos Antônio (Manoel); Claudinho (Vinicius Leandro), Wallyson (Ederson) e Alan Pedro. Técnico: Moacir Júnior

Chapecoense 0

Tiepo; Matheus Ribeiro (Felipe Santana), Laércio, Derlan, Busanello; Moisés Ribeiro (Kaio Nunes), Ravanelli, Lima (Roney); Fernandinho (Geuvânio), Anselmo Ramon e Fabinho (Bruno Silva). Técnico: Jair Ventura

Local: Frasquirão, Natal
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Leila Naiara e Lucas Torquato Guerra (ambos DF)
Gols: Marcos Antônio, Wallyson, Éderson (ABC)
Cartões amarelos: Vinicius Paulista, Marcos Antônio (ABC); Fernandinho (CHA)

Trending