conecte-se conosco

BABahiaCECearáSérie AÚltimas

Juninho avalia rivalidade entre Bahia e Ceará: “Está maior sim”

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Publicados

em

Pouco mais de um mês apos a final da Copa do Nordeste, Ceará e Bahia voltam a se enfrentar no Castelão na próxima quinta-feira (17), dessa vez pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um dos jogadores do Tricolor presentes naquela decisão, que culminou com o título baiano nos pênaltis, o zagueiro Juninho também ficou marcado por ter se envolvido em uma confusão generalizada após a partida, que lhe rendeu seis jogos de suspensão pelo STJD. Porém, graças a um efeito suspensivo, o defensor está à disposição do técnico Dado Cavalcanti para o reencontro contra os cearenses. E afirmou que a rivalidade com o Ceará vem aumentando nos últimos anos.

“Está maior sim [a rivalidade com o Ceará], mas não pela confusão que aconteceu. Sim por tudo que os dois clubes estão se estruturando, fazendo campeonatos bons. Acho que a rivalidade acontece sim. Hoje a rivalidade é muito grande por causa disso, não pela confusão que aconteceu”, disse o zagueiro, em entrevista coletiva nesta terça.

“No primeiro jogo da final tive a oportunidade de entrar. Muito triste pela forma que foi, ficamos com um a menos e ainda perdeu um cara que ajuda bastante (Luiz Otávio, expulso no jogo de ida). Mas creio que ficou marcado em minha carreira porque foi um recomeço. Consegui ter uma sequência, que era o que eu precisava. Creio que esses jogos vão ficar marcados sempre na minha memória”, completou Juninho.

Vale lembrar que o triunfo na final da Copa do Nordeste quebrou uma sequência de oito jogos sem vitórias do Bahia sobre o Ceará, com direito a cinco derrotas seguidas para o Alvinegro até então. No retrospecto geral em jogos por competições oficiais, são 17 triunfos do Tricolor, contra 20 do Vozão e 14 empates.

No Campeonato Brasileiro, com quatro pontos, o Bahia está na oitava colocação. Com a mesma pontuação, mas com pior saldo de gols, o Ceará é o 11º colocado.

Trending