conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Everton Felipe volta atrás e diz que não colocará Sport na Justiça

Publicados

em

Após ter afirmado que colocaria o Sport na Justiça por conta da situação em que ele denominou como “golpe” político, o meia Everton Felipe voltou atrás e disse que não fará essa cobrança de débitos com o Leão nos tribunais. Acompanhando, mesmo que de longe, a crise atual do clube, ele se retificou e disse que havia falado “no momento de raiva”.

“Complicado demais. Não tenho coragem pra colocar o Sport na Justiça! Falei no momento de raiva. A instituição Sport, não tem culpa disso. Espero que a torcida não deixe de protestar e de brigar contra esse golpe. Como já falei, não vou prejudicar o clube com mais uma bronca”, comentou o atleta revelado pelo Sport e que atua pelo São Paulo.

Depois de ter se pronunciado na última terça-feira (15) sobre a atual crise política vivida no Sport, convocando torcedores para protestar por eleições diretas no clube, o meia Everton Felipe voltou a comentar a situação no seu perfil no Twitter. O meio-campista, torcedor declarado do clube, havia dito que iria colocar na Justiça para ir atrás desses valores que tem a receber. Porém, voltou atrás e se justificou.

Em entrevistas antigas, desde que saiu do Sport, Everton Felipe já havia revelado que o clube tinha débitos com ele. Porém, por ser torcedor leonino, não colocaria o Rubro-negro na Justiça para que esses pagamentos ocorressem, já que o Sport atravessa grave crise financeira.

Crise política no Sport

O ex-presidente Milton Bivar renunciou ao cargo de mandatário do clube na última segunda-feira (14), alegando problemas de saúde e “outros motivos” que o levaram a tomar tal decisão. Na terça (15), foi a vez do vice executivo, Carlos Frederico, também renunciar ao mandato. Com isso, na quarta (16), o Conselho Deliberativo escolheu o seu presidente, Pedro Lacerda, para assumir o cargo de vice-presidente provisório por 90 dias, enquanto não são realizadas as novas eleições no Sport. 

O procedimento vai de encontro ao pregado pelo estatuto do Sport, tanto pelo prazo máximo estipulado quanto pela indefinição da modalidade do pleito. De acordo com artigo 88, único que aborda a vacância simultânea dos cargos no estatuto, deve ser realizada uma eleição, primeiramente, pelo Conselho Deliberativo, ou seja, indireta.

Porém, ainda de acordo com o artigo 88, também precisa ser observado o que aborda o artigo 86, que no contexto atual do Sport diz respeito à renúncia de Milton Bivar antes da metade do mandato – foi reeleito em abril – e diz que a convocação do vice-presidente provisório – no caso, agora, Pedro Lacerda – deve ser feita em até 15 dias e de forma direta.

Trending