conecte-se conosco

PESportÚltimas

Pedro Lacerda desmente Milton Bivar e diz que Conselho ainda definirá formato da eleição

Publicados

em

O presidente interino do Sport, Pedro Lacerda, desmentiu Milton Bivar sobre a definição de ter uma eleição direta no clube. Em entrevista à Rádio Jornal, o dirigente afirmou que sequer conversou com o ex-presidente e que tudo será definido apenas na próxima reunião do Conselho Deliberativo, na terça-feira (22).

“Não houve essa ligação (de Milton Bivar) e não conversamos sobre isso em momento algum. O que haverá agora é que Gustavo Oiticica convocará uma reunião com uma pauta simples sobre qual o caminho será decidido: de que qualquer sócio pode se candidatar e o Conselho elege ou a eleição com a participação ampla dos sócios”, explicou.

Ainda segundo Pedro Lacerda, o estatuto do Sport é contraditório e não há um prazo definido para a data da próxima eleição. Porém, ele considera ser difícil realizar o pleito em 15 dias, embora garanta que também não vai esperar 90 dias.

“Qualquer pessoa que observar o estatuto vai ver que, em uma soma de prazos, as demandas preparatórias para uma eleição variam de 31 a 43 dias. Então, não teria como realizar a eleição em 15 dias. O estatuto gerou mais esse problema. E a solução defendida pelo professor Silvio Neves Batista, com apoio dos conselheiros, é de fixar um prazo de 90 dias. Mas não vou esperar os 90 dias para chamar a eleição quando o estatuto impõe um prazo de 31 a 43 dias”, destacou.

Por fim, o presidente interino descartou a possibilidade de concorrer ao cargo no executivo e disse que voltará à presidência do Conselho Deliberativo ao final disso tudo. “Não sou candidato. Fui eleito e vou cumprir meu mandato na condição de presidente do Conselho”, pontuou.

Em contato com a reportagem do NE45, o vice-presidente do Conselho Deliberativo, Gustavo Oiticica, confirmou que a próxima reunião do órgão será realizada na terça-feira para definir se a eleição será direta ou indireta. “Quem decide são os conselheiros. Inclusive eu, como presidente, não voto”, resumiu. 

Trending