conecte-se conosco
Lima, meia do Ceará Lima, meia do Ceará

CECearáSérie AÚltimas

Ceará perde gols no 2º tempo, mas arranca empate com Inter fora de casa

Publicados

em

Apesar do Ceará ter arrancado o empate em 1 a 1 contra o Internacional fora de casa, o jogo deixou uma sensação ruim, já que o resultado não foi o melhor para o Vozão, que tanto precisava da vitória. Mesmo sendo contra um adversário complicado, fora de casa, o empate no Beira-Rio contou com o Alvinegro jogando melhor na maior parte do confronto, além de perder duas grandes chances para a virada na etapa final, com Mendonza.

Após o resultado, o Ceará assume momentaneamente a 11ª colocação, com cinco pontos. A equipe alvinegra volta a campo na próxima quinta-feira (24), às 19h, contra o Atlético-MG, no Castelão. Já o Inter está no 12º lugar, com a mesma pontuação do Vozão. O Colorado encara a Chape também na quinta, às 19h, na Arena Condá.

Confira a classificação da Série A

Falha da defesa do Ceará logo no começo

A partida começou bastante movimentada, até pela situação do Internacional e do Ceará, que precisavam da vitória. As duas equipes vêm pressionadas na temporada, sofrendo com os resultados ruins. Enquanto que o Colorado trocou de técnico após Miguel Ramírez ser demitido, teve o novo comandante, Diego Aguirre, acompanhando da arquibancada. Enquanto isso, no Vozão, Guto Ferreira vem balançando após eliminações em três torneios e outros resultados ruins no Brasileirão.

Logo no primeiro minuto, Mendonza conseguiu cruzar pela linha de fundo e Lima apareceu dentro da área, mas finalizou muito mal. O Inter teve sua primeira escapada aos seis, nas costas da defesa, e o goleiro Vinícius Machado fez pênalti em Yuri Alberto. Na cobrança, Edenílson mandou no ângulo direito e abriu o placar. Mesmo com o revés, o Ceará tentou buscar logo o empate. Aos 13, Messias disputou com Cuesta e conseguiu marcar de cabeça, após cobrança de escanteio. Contudo, o árbitro anulou, dando falta do xerife alvinegro em cima do defensor colorado.

A arbitragem roubou a cena na primeira etapa, mas de maneira negativa. Diego Pombo Lopez sofreu com as reclamações do Ceará pelo gol mal anulado e recebeu outras críticas aos 27. Gabriel Dias cruzou rasteiro dentro da área, Edenílson se jogou no carrinho e a bola, ao passar por debaixo do volante, atingiu o braço esquerdo dele. Perdido no lance, o árbitro parou a jogada e consultou o assistente para marcar a penalidade. Porém, chamado no VAR, voltou atrás e anulou a marcação.

Pressão pelo empate deu resultado

O Vozão vinha com maior presença no campo ofensivo. Procurava tabelas rápidas e insistia pelos lados de campo, aproveitando brechas dadas pela marcação frágil do adversário. Porém, faltava caprichar melhor na finalização ou no último passe. Quando aproveitou, foi na bola parada. Em cobrança de falta próxima da risca da grande área, aos 45, Lima bateu com muita categoria e empatou o confronto.

No finalzinho do primeiro tempo, ainda deu para mais dois bons ataques. Aos 47, os gaúchos assustaram quando Sobral errou o recuo de bola para Vinícius Machado. Thiago Galhardo chegou antes e conseguiu driblar o goleiro. Mas, na batida, Gabriel Lacerda fez corte providencial para escanteio. Aos 49, em cobrança de escanteio, Messias se desvencilhou da marcação e cabeceou forte, ao lado da barra.

Segundo tempo começa corrido, mas cai o ritmo

Os 45 minutos finais começaram tão corridos quanto os 45 primeiros. Logo a um minuto, Saulo Mineiro cruzou para a área e Mendonza se antecipou muito bem para cabecear, mas acabou tirando demais do alvo. Aos cinco, Yuri Alberto tentou pelo Inter. Em boa trama pela direita, ele bateu com força, por cima do gol. Aos sete minutos, o Ceará puxou contra-ataque, Saulo recebeu na entrada da área para chutar cruzado e tirar tinta da trave de Daniel.

Depois dessas três oportunidades em menos de 10 minutos, os dois times não conseguiram sustentar o ritmo. A partida ficou truncada, com vários erros de passe e faltas na intermediária. Quando as equipes conseguiam construir um pouco melhor as jogadas, a qualidade das finalizações não estavam ajudando. O Internacional passou a ter maior controle da partida e se expôs mais em busca do placar. Nessa exposição, deu espaço para o Ceará desperdiçar outra chance. Aos 45, Hélio Borges cruzou rasteiro e Mendonza apareceu livre na segunda trave para bater cruzado, mas Daniel fez grande defesa e evitou a virada.

Empate que, pelo menos, serviu para o Ceará apresentar uma melhor atuação, se comparado com as últimas partidas, e tirou um ponto de um forte adversário fora de casa. Mas fica a lamentação pelas boas chances desperdiçadas e por ter jogado melhor do que o Internacional.

Ficha do jogo

Internacional (1)

Danilo; Heitor (Nonato), Lucas Ribeiro, Victor Cuesta e Léo Borges (Peglow); Rodrigo Lindoso, Edenílson e Patrick; Lucas Ramos (Maurício), Yuri Alberto(Vinícius Mello) e Thiago Galhardo (Caio Vidal). Técnico: Osmar Loss.

Ceará (1)

Vinícius Machado; Gabriel Dias (Buiú), Messias, Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco (Kelvyn); Fernando Sobral, Marlon (Charles) e Jorginho (Vina); Mendonza, Lima (Hélio Borges) e Saulo Mineiro. Técnico: Guto Ferreira.

Local: Arena Beira-Rio, em Porto Alegre-RS.

Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA).

Assistentes: Jucimar dos Santos Dias e Edevan de Oliveira Pereira (ambos BA).

Gols: Edenilson, aos 7′ do 1ºT (INT); Lima, aos 45′ do 1ºT (CEA).

Cartões amarelos: Léo Borges, Lucas Ribeiro (INT); Vinícius Machado, Fernando Sobral, Marlon (CEA).

Ouça a partir do minuto 84′:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending