conecte-se conosco
Gum, zagueiro do CRB Gum, zagueiro do CRB

ALCRBSérie BÚltimas

Com 12 gols sofridos na Série B, CRB é destaque negativo na defesa

Douglas Araújo/Ascom CRB

Publicados

em

Dono da pior defesa da Série B, com 12 gols sofridos em seis jogos, o CRB vem buscando ajustes para reduzir o número de tentos. Após seis rodadas, os regatianos são o único time que ainda não passou ileso de nenhum jogo na Segundona, tendo, inclusive, sofrido três gols no mesmo jogo em duas oportunidade. Isso, porém, é um retrato coletivo do elenco.

Até agora, nenhum time sofreu mais chutes ao gol nesta Série B que o CRB. Com 35 chutes certos dos adversários, o goleiro Diogo Silva vem sendo o arqueiro com mais trabalho no campeonato, aparecendo para 23 defesas até agora, maior número entre todos os times do torneio.

Apesar do número alto de gols evitados, as bolas que morreram nas redes foram tantas que o clube é o terceiro com menos porcentagem de defesa nos chutes certos, evitando apenas 66% dos gols, números que só superam Cruzeiro (55%) e Confiança (54%).

Olhando para os números, porém, o problema não pode ser posto ao goleiro. O CRB é o time que mais dá espaço para as finalizações adversárias no campeonato. Em uma proposta de muito sucesso ofensivo, o time se vê exposto e acaba dando liberdade para os atacante adversários finalizarem com mais qualidade.

Com 87 finalizações sofridas na Segundona, o CRB é o que tem a maior porcentagem de chutes certos na direção da sua meta, com 40,2% dos chutes colocando Diogo Silva para trabalhar, quase o dobro dos 22% do Brusque, melhor time nessa estatística.

Trending