conecte-se conosco

BASérie BÚltimasVitória

Chateado, Ramon admite atuação abaixo do Vitória: ‘Não competimos’

Treinador avaliou a derrota para o Londrina, nesta noite; veja análise

Foto: Pietro Carpi/ ECV

Publicados

em

Como não poderia deixar de ser, o técnico Ramon Menezes lamentou a derrota do Vitória, na noite deste sábado, pela sétima rodada da Série B. Depois de um primeiro tempo superior, onde saiu vencendo com gol de Dinei, o Rubro-negro não voltou bem para a etapa complementar e perdeu de virada, por 2 a 1. Ao analisar a partida, o treinador reconheceu que faltou para a equipe ter sido mais competitiva no Barradão.

LEIA: Vitória volta mal no segundo tempo e perde de virada para o Londrina

“Primeiro que todo mundo ficou muito chateado. Criamos uma expectativa muito grande, embora tivéssemos perdido o último jogo, que em casa nós iríamos fazer um grande jogo e vencer. O futebol, até então, desde a minha chegada, uma coisa que me chamou muita atenção foi a competição. Em todos esses jogos competimos muito nos dois tempos. Hoje tivemos uma participação boa no primeiro tempo. Pecamos na mesma situação dos jogos anteriores, que é a definição da jogada”, analisou.

“Só que hoje não competimos. Londrina ficou atrás no primeiro tempo, criou muito pouco e se soltou no segundo porque não competimos. A gente estava muito próximo do segundo gol quando tomamos o empate. Depois do empate, houve a desorganização, começamos a competir ainda menos. É o trabalho, vamos trabalhar muito. O que eu vi hoje foi que competimos muito pouco para um jogo em casa, com uma importância como essa. Valia muito esse jogo para a gente”, acrescentou o técnico.

Além disso, Ramon explicou as mudanças que promoveu na equipe titular, com as entradas de Raul Prata, Roberto e Bruno Oliveira. Com o resultado, aliás, o Rubro-negro continua com seis pontos, em 15º, mesma pontuação da degola.

“Quando se perde um jogo em casa, acho que dá o direito para pensar. Como treinador, tenho que ter a convicção do que faço. Estou tendo a convicção aqui. Optei por uma formação mais leve, acho que conseguimos circular bem a bola, saímos na frente no placar. No segundo tempo estávamos próximos do segundo e tomamos o gol. Depois que toma um gol, em casa, e logo em seguida toma outro gol, tem que tentar de todas as maneiras colocar o time para frente. Tivemos várias oportunidades, faltou novamente a finalização”, avaliou o treinador.

“Agora é trabalhar. Temos um jogo muito importante contra o Botafogo, precisamos somar na competição. Conversamos muito. Melhorar, buscar o equilíbrio novamente, estávamos há quatro jogos sem perder, agora estamos há dois sem ganhar. A pressão existe, sempre vai existir. Venho passando isso tudo para os atletas. Hoje infelizmente não fizemos o que todos esperavam que poderíamos fazer e aconteceu a derrota”, concluiu.

Ouça a partir do minuto 08′:

Trending