conecte-se conosco

MASampaio CorrêaSérie BÚltimas

No Castelão, Sampaio bate Botafogo, quebra tabu e entra no G4 da Série B

Foi a primeira vitória maranhense no duelo, que subiu para quarto

Foto: John Tavares/ Botafogo

Publicados

em

O Sampaio Corrêa foi cirúrgico e venceu o Botafogo por 2 a 0, na tarde deste sábado, no estádio Castelão, pela sétima rodada da Série B. Os gols do confronto foram marcados por Daniel Costa, de pênalti, no primeiro tempo, e Gui Campana, nos acréscimos da partida. Além disso, a Bolívia Querida contou com um erro arbitragem, que não assinalou um gol legado da equipe carioca no começo segundo tempo.

E agora?

Com o resultado, a equipe maranhense sobe aos 12 pontos, em quarto lugar – mas pode ser ultrapassado com os outros resultados da rodada. Na sequência da competição, o Sampaio visita o Remo, nesta terça.

Histórico

Esta, aliás, foi a primeira vez que a Bolívia venceu o Alvinegro na história. Agora, após seis jogos, o retrospecto do confronto registra uma vitória maranhense, dois empates e três derrotas.

O jogo

O primeiro tempo foi de dificuldades para a Bolívia, que mostrou preocupação primeiro em defender e tiras os espaços do Botafogo. Desta forma, posicionou-se em bloco baixo, marcando a partir do próprio campo, a fim de atrair o adversário, roubar a bola e sair no contra-ataque. E a estratégia funcionou apenas em partes.

Isso porque o Sampaio Corrêa não cedeu chances ao time carioca, que limitou-se a arriscar de longe, porém, sem direção – foram oito finalizações do Botafogo na etapa inicial, porém somente duas defesas de Mota.

Com a bola, por sua vez, a Bolívia praticamente não conseguiu ser perigosa, trocando passes de forma lenta e pragmática, com 35% da posse. Desta forma, a única oportunidade efetiva foi em um lance de pênalti.

Em tentativa de cruzamento de Eloir na esquerda, a bola bateu no braço de Ronald, que estava aberto dentro da área. Na cobrança, Daniel Costa bateu firme para colocar o Sampaio na frente, aos 28 minutos.

Segundo tempo

A etapa complementar voltou com o mesmo cenário do que foi o primeiro tempo: a equipe maranhense buscando se defender e tirar os espaços para contra-atacar. Desta forma, os minutos iniciais foram de mais posse para os visitantes, que rondaram a área e não conseguiram entrar, recorrendo aos chuveirinhos, afastados pela defesa da Bolívia.

Aos dez minutos, entretanto, em jogada pelo alto, o Sampaio acabou vazado, mas contou com ajuda da arbitragem, que não confirmou o gol. Isso porque, após cobrança de escanteio, Rafael Navarro cabeceou, Mota se esticou para defender e, no rebote, Ronaldo completou para as redes, mas o goleiro de novo defender, contudo, a bola já tinha ultrapassado a linha – assista ao lance abaixo.

Na defensiva, o Sampaio continuou conseguindo se segurar às investidas do time carioca, que se mandou para frente e apostou sobretudo em jogadas pelo alto. Já nos contra-ataques, a Bolívia levou perigo em escapada de Gui Campana, que arrancou bem e chutou entrando na área para ótima defesa de Douglas Borges, além de que, em outro lance, teve um gol corretamente anulado por Watson após rebote do goleiro alvinegro.

No fim, porém, ainda deu tempo para Sampaio matar o jogo nos acréscimos. Em contragolpe, Zé Mário foi acionado em lançamento pela esquerda, avançou e rolou para Gui Campana, que finalizou para fazer 2 a 0 e dar números finais ao jogo. Vitória e G4 para o time maranhense.

Ficha

Sampaio Corrêa 2

Mota; Luis Gustavo, Allan (Nilson Júnior), Paulo Sérgio, Eloir; Leandro Ferreira, Mauro Silva, Daniel Costa (Guilherme Campana); Roney (Jean Silva), Ciel (Zé Mário) e Romarinho (Watson). Técnico: Felipe Surian

Botafogo 0

Douglas Borges; Warley, Kanu, Gilvan, Guilherme Santos (Daniel Borges); Oyama, Pedro Castro (Ricardinho), Marco Antônio (Rafael Moura); Chay (Diego Gonçalves), Rafael Navarro e Ronald (Felipe Ferreira). Técnico: Marcelo Chamusca

Local: Castelão, São Luís
Gols: Daniel Costa Gui Campana (SAM)
Cartões amarelos: Allan, Mauro Silva (SAM)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending