conecte-se conosco

CECearáNáuticoPEÚltimas

Após saída do Náutico, empresário fala sobre futuro de Erick e nega acerto com o Ceará

Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

Após deixar o Náutico, o destino do atacante Erick deve realmente ser o futebol de Portugal, ao menos em primeiro momento. O ponta de 23 anos, que pertence ao Braga, não tem negociação avançada com nenhum outro clube no momento e, a priori, deverá se reapresentar ao clube europeu, garantiu seu empresário, Guilherme Cavalcanti.

Segundo seu representante, todas as negociações em curso eram com o Náutico, clube com o qual Erick tem contrato de empréstimo até esta quarta-feira, garantindo preferência ao Alvirrubro. Na noite da terça-feira, porém, após o empate com o CRB, o fim das negociações foi oficializado. Agora, a situação de Erick ainda passará por resposta do Braga, antes de abertura de novas negociações.

“O contrato com o Náutico vigora até hoje. A preferência toda era do Náutico. Como não houve acerto, a gente tem que conversar com o Braga para ver, porque ele tem mais dois anos de contrato com o Braga”, afirmou Guilherme. Com isso, o representante do atacante negou a existência de acordo para que Erick defenda o Ceará pelo restante da temporada. Consultado, o próprio Erick também afirmou não saber sobre um possível acerto com o Ceará.

Guilherme foi além. “O contrato do Erick com o Náutico vale até hoje (quarta-feira). Como não houve acerto para a permanência do jogador no clube, a partir deste momento é que a gente vai trabalhar com a possibilidade (de nova negociação). Ele pertence ao Braga e, a princípio, ele terá que voltar, se reapresentar ao clube. Caso haja uma oportunidade ou outra nova que o jogador aceite ir e que os clubes negociem, ele pode ir para lá”.

Isso, porém, não significa certeza de que Erick estará disponível no mercado, ou, mesmo, que ele já está sendo oferecido a outros clubes, como alertou Guilherme. “Aí a gente tem que ver as condições com o clube português, porque se ele for continuar lá, obviamente, a gente tem que manter ele jogando lá. Ele pertence ao Braga, de Portugal, e, enquanto não tivesse nada definido com o Braga, nada poderia ter acontecido, mesmo com o Náutico”.

Revelado no Náutico, Erick teve passagens nas bases de Santos e Cruzeiro, mas só estourou em 2017, quando foi destaque do Timbu e acabou vendido para o Braga, de Portugal. No clube europeu, ele não conseguiu sequência e acumulou empréstimos, passando pelo Vitória e pelo Gil Vicente. Sem vingar no último, acabou retornando aos Aflitos no início de 2020, para mais um ano e meio de Náutico. Pelo Náutico, ele somou 109 jogos e 22 gols, e, nos demais clubes, 44 jogos e 3 bolas na rede.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending