conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Hélio enxerga domínio do Náutico e lamenta empate no fim: “Jogo estava sob controle”

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

O empate por 1×1 com o CRB com gol sofrido aos 46 minutos do segundo tempo deixou o técnico Hélio dos Anjos chateado. O comandante alvirrubro considerou o resultado injusto porque, segundo ele, o Timbu dominou a partida mesmo atuando fora de casa e teve um bom desempenho. 

“O grupo fez um grande jogo e, naturalmente, ficamos chateados por tomar um gol aos 46 minutos do segundo tempo. Quando o jogo estava sob controle. Gostaríamos de ter vencido, trabalhamos e o  rendimento levou a isso. Tomar um gol assim é chato, mas faz parte”, analisou.

Hélio dos Anjos voltou a lamentar as chances perdidas pelo Náutico na temporada. O treinador acredita que se a equipe tivesse aproveitado os espaços, teria construído o resultado favorável sem o risco de sofrer o empate. 

“É um sabor amargo, de tristeza. Meu time jogou muito, teve o jogo sob controle e mantivemos o CRB longe da nossa área. Foi a tática que fizemos contra o Guarani. Neutralizamos o sistema ofensivo deles. E em um lance isolado, o zagueiro pegou uma bola anormal. Faz parte. Gostei do meu time, mas temos de ser mais matador, frio. O importante também é que hoje o time tem uma experiência de jogo para controlar mesmo fora de casa”. completou.

Confira abaixo outros trechos da coletiva de Hélio dos Anjos:

ERICK

– Definitivamente, Erick não vai ficar. Estou triste com isso e até um pouco chateado porque o nosso processo de jogo passa por essa característica de jogador. Todas as tentativas foram feitas. Mas nos despedimos do jogador após o jogo. Gostaria muito que ele ficasse. O próprio Erick está chateado. Mas teve todo um processo de renovação e saímos tristes. Ele é um jogador de uma capacidade incrível, estava muito bem enquadrado. A partir do momento que perdemos esse jogador, tenho que criar outra situação. Faz parte do futebol e temos de entender. Os acertos não aconteceram e Erick vai cumprir seu contrato com o Braga. 

SUBSTITUTO DE ERICK

– Iago Dias tem uma característica diferente. Não é o mesmo tipo de jogo. Ele é um atacante mais agudo, não é de flutuação como Erick, que é de um contra um. Ainda não parei para pensar no que vou fazer principalmente para sexta-feira e para repor a ausência de Erick. Isso me deixa sem a opção que eu gostaria, mas a minha função é resolver os problemas. Vou procurar solucionar e, se achar que temos de buscar no mercado, vamos buscar. Mas não com a característica dele eu não vejo no mercado. 

SEM ZAGUEIROS NO BANCO

– Achamos melhor nesse sentido porque tivemos alguns problemas na preparação. E isso não foi o problema para termos empatado. Trindade jogou como zagueiro e passou a régua. Meu maior problema foi porque, depois que chegamos aqui, o Djavan apresentou uma dor localizada. Me preocupou e por isso não utilizei. Mas Trindade fez um grande jogo como volante e zagueiro.  Carlão não viajou por opção nossa. Se tivesse viajado, estaria em campo. Mas não vejo isso como problema. As pessoas precisam ver o campo de uma forma mais fria. Trindade fez um grande jogo e está crescendo. Inclusive, com a entrada de Marciel, propomos melhor o jogo. Acima de tudo, o time me convenceu hoje. 

DESGASTE FÍSICO

– O desgaste tem sido muito grande. Estou muito preocupado com Hereda para o próximo jogo, com Vinícius e Jean também. A sequência é ingrata. Mas vamos recuperar desse jogo até no aspecto emocional. Esse grupo segue sendo muito forte e o Náutico é o time que menos perdeu entre as equipes das Séries A e B na temporada de 2021.

Ouça a partir do minuto 04′:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending