conecte-se conosco
Dado Cavalcanti, técnico do Bahia Dado Cavalcanti, técnico do Bahia

BABahiaSérie AÚltimas

Técnico não descarta mudanças por cansaço no Bahia contra Chape

Publicados

em

Depois da derrota do Bahia para o América-MG por 4 a 3 em Salvador, o Esquadrão não terá muito tempo para respirar. Já vai entrar em campo de novo no próximo domingo (4), às 11h, contra a Chapecoense, fora de casa. Vindo de uma sequência desgastante e possuindo um elenco curto, o Tricolor pode passar por mudanças para o duelo. O técnico Dado Cavalcanti não descartou a possibilidade e disse que pretende escalar quem estiver melhor no momento. Até lá, esses próximos dias serão de priorizar o descanso.

“São três dias, mas acaba que é um dia a mais de recuperação e não tem muito o que usufruir disso. Todos sabem que a logística para Chapecó-SC é muito difícil, e estamos comprometendo o treinamento de sábado, por exemplo, para fazer nossa viagem. A direção está se sacrificando também para dar a melhor condição de logística para a gente, e essa reflexão será feita. Não pelo resultado, mas principalmente pelo rendimento dos jogadores em campo hoje. Vamos refletir, procurar a melhor formação, e sempre falo que a melhor para o Bahia é com os melhores jogadores em campo, no momento”, afirmou o treinador.

Críticas à peças do Bahia

Nas duas últimas partidas do Esquadrão, onde a equipe acumulou duas derrotas, algumas atuações individuais destoaram do restante da equipe, gerando críticas da torcida e da imprensa. No caso do jogo contra o América-MG, foi o caso do zagueiro Lucas Fonseca, que começou a partida como titular, e do meia-atacante Óscar Ruiz, que entrou no segundo tempo e ainda não conseguiu engrenar no Tricolor. Porém, Dado Cavalcanti prefere não individualizar críticas, blindando os jogadores e afirmando que prefere passar confiança a eles e, assim, possam render melhor no Bahia.

“Às vezes endurecemos muito ou direcionamos demais para um atleta, como num jogo feito esse. E é algo que eu não vou fazer, de transferir qualquer tipo de responsabilidade. Nossa equipe foi abaixo do normal, perdeu forças, poderia estar um pouco mais forte dentro de campo e não aconteceu. Os erros que acontecem de quem está dentro é de quem quer ajudar, contribuir. E vamos continuar dando confiança aos atletas, buscar evolução e, acima de tudo, no próximo jogo, dar uma resposta e voltar a pontuar”, arrematou Dado.

Trending