conecte-se conosco
Briga entre atletas de Bahia e Ceará na final da Copa do Nordeste Briga entre atletas de Bahia e Ceará na final da Copa do Nordeste

BABahiaCECearáCopa do NordesteSérie AÚltimas

STJD amplia punição a atletas de Bahia e Ceará por briga na final do NE

Foto: TV Globo/Reprodução

Publicados

em

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou nesta quinta-feira (15) a briga entre jogadores de Bahia e Ceará na final da Copa do Nordeste. Na decisão proferida pelo colegiado, o gancho para os atletas aumentou ainda mais, assim como as multas ao Tricolor de Aço e ao Vozão. Para somar ainda mais a isso, os baianos perderam um mando de campo.

Em decisão unânime, Nino Paraíba, pelo Bahia, além de Mendonza e Jael, pelo Ceará, tiveram suas penas aumentadas para 10 jogos. Enquanto que Daniel e Juninho, do Esquadrão, e Gabriel Dias, do Alvinegro, receberam punição de oito partidas de suspensão. O Tricolor precisará pagar R$ 10 mil em multa, e a do Vozão passou de R$ 16 mil para R$ 26 mil.

No caso de Nino, como ele estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo para a final, não fez parte da delegação do jogo. Ele foi credenciado para acompanhar o duelo da arquibancada e, assim, os auditores consideraram como invasão de campo do lateral, acarretando assim na perda de mando de campo do Tricolor.

Como estava a situação e como será agora

No início de junho, esses jogadores já haviam sido julgados pela Terceira Comissão Disciplinar do STJD, e todos foram suspensos. Para Mendoza, foram oito jogos de gancho, Jael e Nino receberam sete e Gabriel, Daniel e Juninho receberam seis jogos.

No lado do Bahia, Nino Paraíba havia cumprido a pena anterior integralmente, agora terá de ficar de fora em mais três duelos. Enquanto isso, Daniel e Juninho cumpriram duas partidas. O meia ficará mais seis jogos de fora, e o zagueiro se transferiu para o futebol dinamarquês. Pelo Ceará, Jael e Gabriel Dias já cumpriram duas partidas, enquanto Stiven Mendoza ficou de fora em três. Ou seja, o centroavante precisará cumprir mais oito duelos de suspensão, o lateral seis e o ponta sete partidas.

Para técnico para o Ceará, o prejuízo é bastante grande. Isso porque o Campeonato Brasileiro irá, até o mês de outubro, somente com jogos nos fins de semana. Ou seja, o atacante Jael ficará sem atuar por quase dois meses, retornando somente na segunda semana de setembro. Mendonza volta uma rodada antes do seu companheiro, e Gabriel Dias volta no fim de agosto.

No caso do Bahia, o clube ainda disputa a Copa do Brasil e, se tratando de uma competição também priorizada, os desfalques também atingem o Tricolor nela. Daniel perderá os dois duelos das oitavas de final, contra o Atlético-MG e só volta na segunda semana de agosto. Enquanto Nino Paraíba perde apenas a primeira partida contra o Galo e fica apto para atuar no Brasileirão já no dia 1 de agosto, contra o Sport.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending