conecte-se conosco

PESanta CruzSérie CÚltimas

Calvário continua: Santa Cruz perde do Tombense e não reage na Série C

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Publicados

em

O script para o rebaixamento do Santa Cruz se mantém bastante alinhado. O Tricolor foi derrotado mais uma vez pela Série C. Agora para a Tombense, por 1 a 0, no Arruda, com gol do atacante Rubens, de pênalti. Mais uma atuação ruim, sem poder ofensivo para criar chances de maior perigo, e muito instável mentalmente. Segue o calvário do Mais Querido na competição, cada vez mais perto de cair novamente para a Quarta Divisão.

Ainda sem reagir, sem demonstrar evolução, o Santa Cruz segue na lanterna do Grupo A da Série C, com três pontos em oito jogos. O Tricolor volta a campo no próximo sábado (24), às 17h, diante do Botafogo-PB, no estádio Almeidão, em João Pessoa-PB. Já o Tombense, que assumiu momentaneamente a liderança da chave, com 13 pontos, recebe o o Volta Redonda-RJ em Tombos-MG, também no sábado, às 11h.

Confira a classificação da Série C

Início muito ruim e Tombense abre o placar

O primeiro tempo de Santa Cruz e Tombense foi bastante sofrível tecnicamente. Apesar da vontade que as duas equipes demonstravam, o começo era muito faltoso. Ambas as equipes matavam rapidamente as jogadas e, aliado a isso, os vários erros de passe também contribuíram para um jogo pouco produtivo e travado. Apesar de tentar povoar o campo de ataque, o Tricolor não finalizava. Numa das bobeiras que deu no meio, aos 22, Cassio Ortega invadiu a área do Santa e foi derrubado por Victor Oliveira. Pênalti marcado. O centroavante Rubens foi na cobrança, deslocou bem Jordan e abriu o placar.

O Tombense cresceu e aproveitou o mau momento do Santa Cruz no duelo, já que os donos da casa sentiram o gol. Apesar da pressão, também encontravam dificuldade para finalizar e apostaram na bola aérea. Numa dessas, aos 30, os mineiros cobraram escanteio e bola passou por todo mundo na pequena área, mas ninguém escorou. A primeira e única finalização do Tricolor veio aos 32. Depois de cruzamento pela direita, Pipico deu uma “puxada”, de primeira, mas mandou nas mãos do goleiro Felipe Garcia.

Santa Cruz se lança ao ataque, sem sucesso

A segunda etapa contou com um Santa Cruz mais ofensivo. A entrada de Madson no lugar do apagado Lucas Batatinha deixou o time com maior ímpeto no um contra um, na tentativa de desmontar a bem postada defesa do Tombense. Aos cinco, Madson tentou de cabeça, mas mandou nas mãos de Felipe Garcia. O goleiro do Gavião começou a trabalhar nos primeiros minutos. Logo aos sete, cortou um cruzamento rasante de Leonan antes que Pipico chegasse na bola.

O jogo parecia que ia ficar mais aberto para o Tricolor. Isso porque o zagueiro Wesley foi expulso aos 12, deixando os visitantes com um a menos. No minuto seguinte, Madson recebeu pela esquerda e bateu forte para boa defesa de Felipe Garcia. O arqueiro apareceu novamente aos 17, em chute cruzado de Rondinelly, que foi espalmado para a esquerda.

O nervosismo começou a atrapalhar o Santa Cruz. Com a pressa para resolver as jogadas, tentando acelerar o tempo todo, mesmo sem ter uma movimentação correta para que desse certo, começou a cansar e cometer mais erros. Abusou da bola aérea, com a entrada de Léo Gaúcho, mas o prata da casa não conseguiu cabecear nenhuma bola com perigo. O Tombense se fechava, mas tentava contra-atacar para, ao menos, segurar a posse no campo ofensivo. Com isso, o duelo se manteve truncado, sem maiores chances, resultando em mais uma derrota do Tricolor.

Ficha do jogo

Santa Cruz (0)

Jordan; Weriton, Rafael Castro, Victor Oliveira e Leonan (Eduardo); Maycon Lucas, Vitinho (Léo Gaúcho) e Rondinelly; Lucas Batatinha (Madson), Levi (Quñonez) e Pipico. Técnico: Roberto Fernandes.

Tombense (1)

Felipe Garcia; David, Moisés, Wesley e Manoel; Eduardo Neto, Marquinhos e Jean Lucas (Caíque); Everton, Cassio Ortega (Iago) e Rubens (Bruno Bispo). Técnico: Rafael Guanaes.

Local: Estádio do Arruda, no Recife-PE.

Árbitro: José Henrique de Azevedo Júnior (MA).

Assistentes: Antônio Fernando de Sousa Santos e Raphael Max Borges Pereira (ambos MA).

Gol: Rubens, aos 22′ do 1ºT (TOM).

Cartões amarelos: Levi, Rondinelly, Madson, Breno Calixto, Maycon Lucas e Quiñonez (SCZ); Eduardo Neto e Wesley (TOM).

Cartão vermelho: Wesley (TOM).

Ouça a partir do minuto 60′:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending