conecte-se conosco
Dado Cavalcanti, técnico do Bahia Dado Cavalcanti, técnico do Bahia

BABahiaSérie AÚltimas

“Uma noite para ser esquecida”: após goleada sofrida, Dado vê jogo “fora do normal” do Bahia

Felipe Oliveira/EC Bahia

Publicados

em

O Bahia sofreu uma derrota muito dura frente ao Flamengo neste domingo. O 5 a 0 para os cariocas foi o resultado de um futebol completamente dominante para os rubro-negros, frente a um Bahia perdido em campo, com dificuldades para defender e atacar. Na visão do treinador Dado Cavalcanti, o revultado não foi uma coisa natural, com um Flamengo superior técnica e taticamente.

“Jogamos contra um adversário superior à nossa equipe tecnicamente. Taticamente foi melhor no jogo. A condição que tivemos durante a semana foi de muitas trocas, muitas avaliações, buscar melhores soluções para as saídas. Não foi algo natural, foi uma semana de ajustes. Essa foi a grande diferença que fez o adversário ser bem superior à gente”, afirmou.

Ainda assim, porém, isso não reflete um erro de leitura de jogo ou de escalação por sua parte, segundo sua interpretação. “Agora é muito fácil. Depois de um resultado como esse, julgar essa condição de trocar. Vou fazer algumas reflexões (…) Não vamos ser engenheiro de obra pronta. A estratégia em si não foi o que ocasionou na derrota. Foi uma tentativa de usufruir de uma possível fragilidade do adversário. Essa foi a ideia antes de o jogo acontecer, antes de as dificuldades acontecerem e muito antes de o resultado acontecer”, disse.

Com isso, Dado também comentou sobre o perfil de jogo dominante aplicado pelo Flamengo.

“Flamengo nos empurrou para trás. Um time que tem Rodriguinho, Rossi, Gilberto, Thonny Anderson, Matheus Galdezani, Patrick. Descer a marcação com esses jogadores em campo, não temos nenhum de contenção, esses eram os melhores na minha opinião, tecnicamente, por isso estiveram em campo hoje. Nossa ideia foi de subir um pouco mais a marcação. Tivemos êxito principalmente no tiro de meta. Quando a gente começa a correr para trás, o adversário começa a nos empurrar”.

Com isso, Dado lamentou o resultado e o cenário da partida, criticando a atuação do Tricolor. “Venceu o Flamengo que era uma equipe superior, sobrou em campo. Fomos mal tecnicamente, fomos mal taticamente. Uma noite para ser esquecida. Venceu o melhor, o time mais qualificado, que tem melhor estrutura, mas não podemos nos contentar com isso. É rever o que aconteceu e refletir muito sobre o que vai acontecer nos próximos confrontos contra adversários superiores”.

Ouça a partir do minuto 57′:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending