conecte-se conosco
Hélio dos Anjos, técnico do Náutico Hélio dos Anjos, técnico do Náutico

NáuticoPESérie BÚltimas

Hélio exalta fase de Jean Carlos no Náutico: ‘Está no seu melhor momento’

Foto: Tiago Caldas/Náutico

Publicados

em

O meia Jean Carlos vem fazendo uma grande Série B até o momento pelo Náutico. Ele é o artilheiro do Timbu na competição, com cinco gols marcados, e também é o maior assistente da equipe, com quatro passes para gols. O segundo maior garçom do campeonato, até o momento. Além do mais, é o terceiro jogador da Segundona com mais participações em gols, com nove. Ou seja, 45% dos tentos marcados pelo Alvirrubro tiveram participação direta do camisa 10.

Esse grande aproveitamento que Jean Carlos tem vivido no Náutico é algo que o técnico Hélio dos Anjos classifica como “o melhor momento” do meia na carreira. Ele fez mais uma grande partida diante do Vasco e deu a assistência para o gol marcado por Vinícius, após cobrar escanteio. O treinador fez questão de ressaltar que, mesmo sem tempo para treinos focados em bola parada, o meia mantém um grande aproveitamento pela sua boa fase.

“Independente da bola parada, o Jean está no seu melhor momento em todos os sentidos. Tecnicamente, taticamente, fisicamente, psicologicamente. E é importante frisar que a gente não tem muito tempo mesmo para treinar bola parada. O Jean é o nosso principal cobrador, o Rafinha jogando é o segundo para fazer. E nós não podemos passar dois, três dias treinando essa bola parada. Trabalhamos com informações”, avaliou o comandante do Náutico.

Hélio dos Anjos também foi enfático para não limitar o bom aproveitamento de Jean Carlos somente à bola parada. Do ponto de vista técnico e físico, principalmente, foi elogiado pelo treinador. Até porque o Timbu vem em uma grande carga de jogos neste momento da Série B. O camisa 10 foi titular em todas as 12 partidas do Náutico na Série B e jogou sete delas por completo. Fator importante para o papel que ele desempenha em campo, com grandes responsabilidades na fase ofensiva, mas também contribuindo muito taticamente na pressão pós-perda da bola e preenchendo espaços quando o Alvirrubro não tem a posse.

“O Jean, é sim, um fator de desequilíbrio hoje ao nosso favor. Mas não é em lances isolados de bola parada. Para mim, está sendo no decorrer dos 95, 100 minutos, terminando inteiro os jogos, além de tudo, com essa capacidade de assistência. Se não me engano, deve ser o principal assistente dessa competição (é o segundo, na verdade), e isso está sendo importantíssimo para nós”, encerrou o treinador do Náutico.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending