conecte-se conosco
Evandro Carvalho, Presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE) Evandro Carvalho, Presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE)

PESanta CruzÚltimas

Presidente da FPF chama de ‘golpe’ pedido de conselheiros por renúncia no Santa

Publicados

em

Um dia após uma mobilização por parte dos conselheiros do Santa Cruz ganhar corpo nas redes sociais, pedindo a renúncia voluntária de toda a direção executiva do clube, encabeçada pelo presidente Joaquim Bezerra e o vice André Frutuoso, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho se pronunciou a respeito do caso. Em nota divulgada pela entidade, o dirigente chegou a classificar como ‘golpe’ o movimento de parte dos conselheiros eleitos, reforçando que o momento é de ‘união e apoio’.

Além disso, Evandro fez questão de pontuar que, em uma provável destituição de Joaquim e demais membros dos seus cargos, o Santa Cruz não terá direito à licença de alvará e funcionamento anual dada pela FPF, o que inviabilizaria a participação do clube em competições e de quaisquer assembleias da CBF. Veja o comunicado, na íntegra, abaixo.

“A FPF dá ciência aos responsáveis por tal “movimento” que não reconhecerá como legítimo qualquer “golpe”, travestido de legalidade que promova a exoneração compulsória do atual presidente e sua substituição por outrem, consignando, ao final, aqueles que desejem agir ao arrepio da lei que todo clube filiado, obrigatoriamente, para atuar em competições estaduais e nacionais (profissionais e amadores), carece de requerer (anualmente), em janeiro, licença e alvará de funcionamento da Federação a que esteja filiado e que, dentre as exigências para tal concessão, a mais relevante é a que o clube esteja em dia (financeiramente) com sua Federação (o que não é o caso do Sta. Cruz que detém um antigo e expressivo passivo de seis dígitos). Portanto, a tomada de poder por ‘golpe’, impedirá a liberação de tal certificação, alijando o Clube de participação em competições, bem como de votar junto a FPF e a Confederação Brasileira de Futebol – CBF em toda e qualquer Assembleia, quer Ordinária, Extraordinária ou Eletiva”, disse Evandro.

A mobilização de parte de conselheiros do Santa Cruz surgiu fruto do momento difícil que atravessa o clube na temporada, onde é lanterna da Série C. Segundo apurou a reportagem, mais de 80 conselheiros eleitos já assinaram o documento cobrando a renúncia voluntária de Joaquim Bezerra e André Frutuoso.

Conforme rege o estatuto do Santa Cruz, para afastar preventivamente os dirigentes e demais membros dos poderes, devem ser recolhidas, no mínimo, 1/3 do quantitativo das assinaturas, o que representa aproximadamente 120 conselheiros eleitos. Para além do pedido de renúncia, o grupo também alega não pagamento de débitos trabalhistas e previdenciários por parte da atual gestão do Santa Cruz.

Procurado pela reportagem do NE45, Rui Monteiro, um dos líderes do movimento que cobram a renúncia de toda a direção executiva do Santa Cruz, afirmou que Evandro Carvalho desconhece o estatuto coral e que, caso consumada a saída de Joaquim Bezerra, por exemplo, a Federação não teria nenhum poder para intervir na decisão.

“Ele fez uma ameaça ridícula. Disse assim: se for meu amigo, eu libero tudo, se não for, eu só libero se pagarem a dívida com a Federação. Aos amigos tudo, aos inimigos, a lei. A FPF tem que ser neutra. Evandro infringiu o código de ética da FIFA”, disparou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending