conecte-se conosco
Bahia_Atlético-MG Bahia_Atlético-MG

BABahiaSérie AÚltimas

Bahia é nocauteado por Hulk, perde para o Atlético-MG e amplia jejum na Série A

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Publicados

em

“Vamos menos de peito aberto”. A frase do técnico Dado Cavalcanti antes do jogo contra o Atlético-MG indicava uma preocupação com a postura do Bahia, principalmente após a goleada sofrida diante do Flamengo, na rodada passada. Mas, na prática, dentro de campo, apesar da atuação ‘precavida’, a consequência foi a mesma: derrota.

Excessivamente recuado, o Esquadrão sucumbiu diante do Galo, no Mineirão, na manhã deste domingo, pela 13ª rodada da Série A, e perdeu por 3 a 0. Mais uma goleada na conta da segunda pior defesa do Brasileiro. Os gols dos mineiros foram marcados por Hulk, duas vezes, o nome do duelo, e Nathan, todos no segundo tempo.

Na próxima rodada, o Bahia – que, agora, acumula sua terceira derrota seguida na competição – encara o Sport, no clássico nordestino, em Pituaçu, no domingo, às 18h15. Na tabela, o Tricolor ocupa o oitavo lugar, com 17 pontos somados.

Bahia recua, vê Matheus Teixeira salvar, mas se equilibra a partir dos 20′

Um primeiro tempo em que o Bahia recuou muito as suas linhas e pouco teve criatividade para criar repertório ofensivo e agredir o Atlético no Mineirão. Do lado oposto, os mineiros não apresentaram dificuldade para se infiltrar na defesa tricolor. Em lance de bola parada com Nacho, aos 11 minutos, inclusive, quase abriram o placar – se não fosse a boa defesa de Matheus Teixeira, que se esticou todo para salvar o lance.

O Bahia só conseguiu se equilibrar na partida a partir dos 20 minutos, com Rodriguinho participando bem das bolas paradas. E foram através delas que o Esquadrão esteve mais próximo de chegar ao gol de Everson, com ambas as chances finalizadas por Ligger, mas o goleiro do Atlético-MG defendeu sem maiores sustos.

Bahia segue com dificuldade, mal chega na área do Atlético-MG e é nocauteado por Hulk

Os minutos iniciais da volta para o segundo tempo seguiram o esboço do que foi a primeira etapa: Bahia com menor posse e apresentando dificuldade extrema de pisar na área de defesa do Atlético-MG. Mas com um componente crucial para ser adicionado neste cenário: o gol do Galo. Em boa trama entre Sasha e Hulk, o atacante teve tranquilidade para dar o toque por cima de Matheus Teixeira e abrir o placar no Mineirão.

Seguindo com dificuldade para sair para o jogo, o Esquadrão recorreu às bolas paradas e finalizações de fora da área para tentar o empate. Primeiro, com Rossi, aos 24, finalizando muito perto da trave de Everson, e Galdezani na sequência arriscando de longe, e o goleiro do Atlético espalmando. Mas durou pouco a ‘reação’, porque Hulk ampliou de pênalti, a vantagem. Sem mais nenhum ímpeto para reverter o quadro, o Esquadrão ainda tomou mais um, nos acréscimos, com Nathan. Mais uma goleada no Brasileiro.

Ficha do jogo

Atlético-MG 3

Everson, Mariano, Nathan Silva, Júnior Alonso e Dodô (Réver); Allan, Franco (Tchê Tchê) e Nacho Fernandéz; Borrero (Eduardo Sasha), Hulk e Zaracho. Técnico: Cuca.

Bahia 0

Matheus Teixeira, Nino Paraíba, Conti, Ligger e Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Patrick de Lucca, Jonas e Lucas Araújo (Galdezani); Rossi (Óscar Ruiz), Rodriguinho (Maycon Douglas) e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Local: Mineirão
Árbitro: Antônio Dib Moraes (PI)
Assistentes:
Rogério de Oliveira Braga (PI) e Márcio Iglésias (PI)
Cartões amarelos:
Rossi (B), Dodô (A), Mariano (A)
Gols:
Hulk, do Atlético-MG, aos 5′ e 34′ do 2T, Nathan, do Atlético-MG, aos 45′ do 2T

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending