conecte-se conosco
Bruno Moraes, do Santa Cruz, contra o Manaus Bruno Moraes, do Santa Cruz, contra o Manaus

PESanta CruzSérie CÚltimas

Com estreias e várias mudanças, Santa perde do Manaus no Arruda

Publicados

em

Roteiro repetido, que o torcedor já cansou – há muito tempo – de ler, ver e ouvir. O Santa Cruz perdeu novamente na Série C, desta vez para o Manaus, por 2 a 1 no estádio do Arruda. Os gols do Verdão foram marcados por Denilson e Rhafael Lucas, e Pipico diminuiu no fim para o Tricolor. Mesmo com várias mudanças na equipe e as estreias de Lelê e Bruno Moraes, que buscaram jogo e mostraram disposição, nada foi suficiente para melhorar o rendimento coral. A espiral negativa, uma das, senão a pior da história do clube, segue com muita força.

O Santa Cruz está inerte na lanterna do Grupo A da Terceira Divisão, com apenas três pontos, e fica cada vez mais próximo de cumprir tabela na competição. Hoje a distância para deixar o Z2 é de oito pontos. Ou seja, precisaria de, no mínimo, três rodadas para empatar com o Floresta, 8º lugar, e vencer três partidas seguidas, além dos cearenses não pontuarem. Difícil. O Manaus subiu para a quinta colocação, com 14 pontos.

Confira a classificação da Série C

Com falhas, Santa Cruz leva no início

A primeira etapa iniciou com o Mais Querido tentando se impor, muito mais pela vontade do que por um volume de jogo organizado. Enquanto isso, na defesa, erros começaram a acontecer. Até porque, com apenas um volante de origem e dois meias sem tanta característica de marcação, deixaram espaço para descidas em velocidade do adversário. Primeiro Rafael Castro falhou, depois Breno Calixto, e por último Leonan, num erro crucial. Aos 9 minutos, após cruzamento da esquerda, o lateral do Tricolor errou o tempo da bola ao tentar o corte e Denilson chegou por trás, abrindo o marcador.

O Santa Cruz tentou reagir e foi perigoso duas vezes, com Bruno Moraes. Aos 12 minutos, após cruzamento de Leonan, Lelê finalizou de dentro da área e o General tentou o desvio, mas não acertou o alvo. Aos 15, o camisa nove recebeu na frente, ganhou no tranco com o zagueiro e bateu forte para boa defesa de Gleibson.

O goleiro do Manaus foi um dos personagens da partida, aparecendo com intervenções importantíssimas para sua equipe, como fez novamente aos 40. Após um corte mal feito da defesa, Vitinho aproveitou a sobra e o arqueiro espalmou bem. Aos 45, o próprio Gleibson pegou a bola, soltou dentro da área e agarrou novamente. Tiro livre indireto para o Santa Cruz. Após dois toques, Lelê soltou a bomba e o goleiro fez bela defesa. Pressão coral não foi efetiva para empatar.

Visitantes liquidam com outro gol no começo

O Tricolor não começou bem a etapa final. Roberto Fernandes tirou o único volante de origem do time e acionou Pipico, indo para o tudo ou nada. Mas veio o ‘nada’ mesmo. Breno Calixto quase marca contra ao tentar um corte após cruzamento, mas a bola foi para escanteio. Na cobrança, aos sete, a bola atravessou a área e caiu na esquerda, no pé de Rafhael Lucas, que encheu o pé e ampliou.

Abatido, o Santa Cruz demorou a levantar a cabeça. Tentou finalizações na pressa, com Pipico e Bruno Moraes, mas não levaram perigo ao Manaus. Leonan arriscou de falta aos 20, mas mandou para longe. Aos 26, foi a vez de João Cardoso tentar de fora da área, mas o goleiro defendeu. Encontrando espaço, o Verdão levou perigo em duas finalizações para fora, com Allan Dias e Douglas Lima, aos 26 e 30, respectivamente. O Tricolor esboçou um abafa no fim e ainda diminuiu aos 45, com Pipico de cabeça, após cobrança de falta de Tarcísio. Mas não teve jeito. Nova derrota dentro de casa, 10º jogo sem vencer na Série C.

Ficha do jogo

Santa Cruz (1)

Jordan; Weriton, Rafael Castro, Breno Calixto e Leonan; Vitinho (Pipico), Tarcísio e Rondinelly (João Cardoso); Elias Carioca (Rone) (Frank), Lelê (Madson) e Bruno Moraes. Técnico: Roberto Fernandes.

Manaus (2)

Gleibson; Edvan, Luis Fernando, Marcelo Augusto e Dudu Mandai; Guilherme Amorim (Vinícius Barba), Gilson e Gabriel Davis (Diego Rosa); Anderson Paraíba (Douglas Lima), Denilson (Allan Dias) e Rafhael Lucas (Vitinho). Técnico: Evaristo Piza.

Local: Estádio do Arruda, no Recife-PE.

Árbitro: Leonardo Sígari Zanon (PR).

Assistentes: Weber Felipe da Silva e Andrey Luiz de Freitas (ambos PR).

Gols: Pipico, aos 45′ do 2ºT (SCZ). Denílson, aos 9′ do 1ºT, e Rafhael Lucas, aos 7′ do 2ºT (MAN).

Cartões amarelos: Vitinho, Tarcísio (SCZ); Luis Fernando, Vitinho, Gleibson (MAN).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending