conecte-se conosco

CECearáFortalezaSérie AÚltimas

Fortaleza sai na frente, mas Ceará busca primeira vitória em Clássico-Rei na temporada

Felipe Santos/Ceará SC

Publicados

em

No sexto Clássico-Rei de 2021, o Ceará finalmente conseguiu a primeira vitória. Valendo pela Série A, o time de Guto Ferreira saiu atrás do placar já nos minutos iniciais, com Tinga, mas buscou a virada com Kelvyn, Cléber e Rick.

Em campo, o Fortaleza iniciou em alta pressão, tanto que abriu o placar logo aos 10 minutos, mas foi caindo de rendimento ao longo da partida, frente a um fortalecimento do Ceará, que soube ler o jogo e aproveitar as oportunidades para equilibrar as ações no primeiro tempo e ser melhor no segundo.

Como fica?

Com o resultado, Ceará e Fortaleza se mantém em 7º e 3º nesta Série A, mas a distância entre eles cai para apenas cinco. Em relação ao G6, o Vozão está a apenas um ponto. Agora, o Tricolor volta a campo na quarta-feira às 16h30, em jogo válido pela Copa do Brasil, contra o CRB. O Ceará, por sua vez, só joga às 18h15 do próximo domingo, contra o Atlético-GO, em casa.

Primeiro tempo

O Fortaleza já começou o jogo pressionando. Nos primeiros minutos, o Leão tomou a posse de bola para si e ditou um ritmo de jogo de muita intensidade, conseguindo aparecer com perigo mais de uma vez antes de conseguir abrir o placar, aos 10 minutos, com Tinga aproveitando sobra de Richard após cobrança de escanteio.

Depois do gol, o Fortaleza diminuiu a intensidade, mas manteve o controle, tanto que o Ceará sequer conseguiu chegar ao ataque antes dos 20 minutos. Se o Vozão chegava pouco, não podemos dizer que suas chegadas não eram efetivas. Quando o jogo já estava mais morno e equilibrado, aos 36, Lima fez jogada pela direita e cruzou rasteiro para Kelvyn, por trás de Felipe Alves, concluir com o gol aberto. Era apenas a segunda finalização do Ceará no jogo.

Segundo tempo

Depois do intervalo, o Fortaleza voltou a buscar aquela intensidade dos minutos iniciais, sendo forte na construção de jogadas e na aplicação de velocidade. Dessa vez, porém isso durou pouco. O Leão não conseguiu aplicar o mesmo controle de jogo e o Vozão, com mais posse de bola, tinha um jogo mais aberto para aparecer na área do Tricolor. Assim, a segunda etapa logo tomou ares de equilíbrio.

As más condições do gramado também tinham destaque no jogo. Em um lance, inclusive, um “morrinho artilheiro” desviou uma bola recuada e enganou o goleiro Felipe Alves, que pegou torto e viu a bola passar rente à trave.

Ao longo da segunda etapa o Ceará foi conseguindo crescer, enquanto o Fortaleza não mantinha o ritmo, com isso, as chegadas alvinegras ao ataque eram cada vez mais comuns. Foi assim que, aos 35, em uma bola rebatida na área, Kelvyn subiu mais que a defesa e conseguiu marcar a virada. Os três minutos de paralisação para a checagem do VAR não abalaram o ritmo do Ceará, que, aos 40, ampliou, com Rick, que fez boa jogada pela direita e bateu cruzado para fechar o placar.

Ficha do jogo

Ceará 3
Richard; Marlon (Buiú), Messias, Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco; William Oliveira (Fabinho), Fernando Sobral e Vina (Jorginho); Lima, Kelvyn (Cléber) e Stiven Mendonza (Rick). Técnico: Guto Ferreira.

Fortaleza 1
Felipe Alves; Tinga, Marcelo Benevenuto e Titi (Igor Torres); Yago Pikachu, Matheus Jussa, Ederson (Felipe), Matheus Vargas (Romarinho) e Lucas Crispim; David (Luiz Henrique) e Robson Fernandes (Wellington Paulista). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

Local do jogo: Castelão, em Fortaleza-CE
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Brigida Cirilo Ferreira (Fifa-AL)
Gols: Tinga (10’/1ºT | FOR), Kelvyn (36’/1ºT | CEA), Cléber (35’/2ºT | CEA) e Rick (40’/2ºT | CEA)
Cartões amarelos: Matheus Vargas, David, Titi (FOR), Marlon e Vina (CEA)

Trending