conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Hélio diz que Náutico teve dia ruim, lamenta gols ‘bisonhos’ e cobra melhorias do clube

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

O técnico Hélio dos Anjos reconheceu o dia ruim do Náutico na goleada sofrida para o Confiança por 4×0, neste sábado, nos Aflitos. O comandante alvirrubro lamentou dois gols – o segundo e o terceiro -, que, segundo ele, foram tomados de forma bisonha. Porém, apontou também problemas fora de campo que prejudicaram a preparação da equipe para este jogo.

Durante a entrevista coletiva após a partida, o treinador do Timbu assumiu a responsabilidade pelo resultado, mas cobrou melhorias do clube, sem citar o que é preciso. Ao final, Hélio dos Anjos também comentou sobre a confusão de membros da torcida organizada do clube com os jogadores na porta do vestiário após a partida.

Confira abaixo os trechos da coletiva:

Análise do jogo

– Fizemos um jogo que começamos a errar e nos desestabilizamos no primeiro lance. Tomamos um gol em uma jogada crível. Fomos buscar o jogo, ficamos no campo do adversário e nos sujeitamos aos contra-ataques. Em um lance isolado, no final, erramos bisonhamente. O homem de retenção tava na bola, o zagueiro saiu com ele e o jogador tocou na bola. Fiquei bravo com o terceiro gol também porque nos tirou a possibilidade de reverter o quadro. Bisonho também. A bola cruzou a área duas vezes. Foi um dia ruim, péssimo. A responsabilidade é minha, não dos jogadores. Não lamentamos a ausência de ninguém. Estamos prontos, mas um desastre como esse não vai acontecer novamente. Essa é a nossa confiança.

Problemas no extracampo

– Quando perde, perde todo mundo. Quando ganha, ganha todo mundo. Temos de ter uma atenção grande, o clube como um todo. Estamos em um processo que foi construído por esses jogadores. São 30 pontos. Então, não é porque perdemos que não temos nada de positivo. Tivemos um dia dificílimo, ruim. Mas o entorno desse jogo não foi bom. Temos de assimilar que muitas vezes, quando o entorno não é bom, pode ter resultado positivo no campo e aí apaga as coisas. Mas quando não tem resultado, aí fica tudo evidente de que precisamos melhorar. Estou chateado. Tenho o equilíbrio necessário para a situação, mas a responsabilidade é de todos. Quem entra em campo são os jogadores, mas quem cria as situações para eles entrarem em campo somos todos nós do clube.

Próximos jogos

– Não foi um acidente simples. Foi um acidente grande. Não tenho essa história de que a derrota ensina. As vitórias nos ensinam muito mais. Temos de assimilar e reconhecer nossos erros para continuar na competição. Ninguém gosta de perder, principalmente desta forma, levando quatro em casa quebrando uma invencibilidade bonita. Dia difícil em todos os sentidos. Em todos os sentidos. As coisas não foram somente difíceis em campo e a consequência não foi boa. Agora, temos de reativar o grupo, confiar e partir para os jogos fora. Pontuar.

Confusão

– Não discuto questão de organizada. Nem posso falar se são de organizada. Tinham duas pessoas que não conheço. Não foram dez ou 20. Acho isso um absurdo. Dentro da minha casa só entra quem  eu quero. Antes do jogo, esses dois estavam no clube, no vestiário. Não vou aceitar isso, uma cobrança física. Não tem ninguém roubando o clube ou querendo o mal. Perder no futebol acontece. Temos de trabalhar em cima das responsabilidades de quem permite às pessoas de estarem aqui dentro do vestiário. Não posso aceitar que um time que é líder, foi campeão e perdeu apenas a terceira partida na temporada sofra pressão física. E a reação dos jogadores foi natural. Ninguém vai baixar a guarda esperando ser agredido. O clube tem de ter responsabilidade com isso. Não sou eu que vou ficar vendo quem entra no vestiário. Fiquei muito chateado tanto com o resultado quanto com o que teve depois.

Continue lendo
1 comentário

1 comentário

  1. Ricardo Moreira dos Santos

    9 de agosto de 2021 a 10:56

    Acho que perder não é feio, até porque está dentro de uma normalidade, o que não pode é agressão moral e física. O time do Náutico é praticamente outro e quando se perde a responsabilidade é de todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending