conecte-se conosco

CECearáSérie AÚltimas

Após empate, Guto vê resultado justo, projeta evolução de Erick e celebra retorno de Luiz Otávio ao Ceará

Israel Simonton/Ceará SC

Publicados

em

O jogo entre Ceará e Atlético-GO terminou em um empate sem gols, resultado que, na visão do treinador alvinegro, Guto Ferreira, foi justo para o futebol apresentado pelas duas equipes. Para Guto, os dois times tem um perfil de jogo muito parecido e acabaram se anulando, o que gerou um jogo de poucas chances reais de gol.

“Pelo que os dois criaram, eu sou obrigado a concordar (com o placar). Ninguém teve uma chance para dizer ‘se a gente faz, a gente teria ganho’. Nós tivemos até um pouco mais perto que eles, mas não fizemos. O jogo foi muito parelho, igual”, comentou Guto Ferreira. Com isso, o comandante do Vozão lamentou o cenário de pouca construção ofensiva.

“Tivemos situações, mas não conseguimos fazer o gol. Tivemos 19 finalizações, mas, no gol, foram quatro. Tudo bem que as finalizações do adversário foram sete, duas no gol, isso mostra a força da nossa defesa, mostra que nós estamos conseguindo chegar até o último terço do campo, mas não estamos conseguindo, até pela postura dos adversários, romper essa zona de proteção. Quando a gente consegue romper, com um volume mais alto de jogadas, a gente consegue vencer, não foi o caso deste jogo”.

Uma das peças que pode se tornar importante para ajudar a melhorar o aproveitamento desse volume ofensivo é Erick. Estreante da noite, ao entrar já no segundo tempo da partida, Erick foi elogiado por Guto, mas reforçando a necessidade de dar mais tempo para que o jovem encontre o ritmo e o estilo de jogo do Ceará.

“O Erick é um jogador de habilidade, criatividade, que ficou mais de 20 dias parado. Tudo bem que ele já está há uns 15 dias com a gente, mas sem ritmo de jogo. É a sequência de jogos que vai fazer com que ele cresça. E hoje ele sentiu. Uma coisa é um confronto de Série B, outra coisa é um confronto de Série A, é muito mais e corpo a corpo, de força. Ele precisa se adaptar um pouco mais ao modelo de jogo do Ceará, às aproximações do Ceará”.

Luiz Otávio

Quem também apareceu no jogo contra o Atlético foi o zagueiro Luiz Otávio, que estava há mais de dois meses fora do time, enquanto se recuperava de uma lesão. Voltando bem, Luiz Otávio foi elogiado por Guto Ferreira.

“O grande trunfo do bom retorno do Luiz Otávio foi o momento que o (Gabriel) Lacerda vive. Ele, vindo bem, a gente conseguiu segurar o Luiz por mais três jogos no banco, treinando forte. Ele é um cara muito dedicado, que se entregou muito, e agora, quando teve que jogar, o ritmo dele já era muito próximo do ritmo de jogo, aguentou fazer os 90 minutos. Tranquilo, experiente, a qualidade dele, todo mundo conhece”.

Trending