conecte-se conosco

ALCSASérie BÚltimas

Ney Franco espera CSA embalando sequência após vitória sobre o Confiança

Augusto Oliveira/Ascom CSA

Publicados

em

Após uma sequência de três jogos sem ganhas, o CSA reencontrou o caminho das vitórias nesta terça-feira. Conta o Confiança, o Marujo venceu por 2 a 0, em um placar que ajuda a recuperar o lado psicológico da equipe, na visão do treinador Ney Franco. Além disso, o técnico ainda projetou que essa vitória pode ser o início de uma sequência para o CSA.

“Esse jogo traz um alívio e esse alívio impacta direto no lado psicológico da nossa equipe para a próxima partida. Então a gente espera ter um desempenho melhor no próximo jogo, fazer uma sequência de jogos somando pontos para que possa se posicionar melhor na tabela”, afirmou.

Na visão de Ney Franco, uma sequência sem vitórias, como foi a do CSA (derrotas para Botafogo e Remo, empate com Avaí) pode ser algo que eleva a pressão dentro de um grupo.

“A gente está disputando uma competição muito difícil que é a Série B e, quando você fica numa sequência de três jogos sem vitória, a pressão é forte. Existe uma cobrança tanto externa como interna. Logicamente que essa vitória tem a maior importância que é de somar três pontos, mas esse lado emocional também nos dá uma tranquilidade maior para trabalhar para a próxima partida dentro de casa”.

Esse próximo jogo é contra o Coritiba, atual vice-líder do campeonato. O Coxa vai para o jogo sonhando com a liderança da Série B, mas pode ver sua situação no G4 se complicar em caso de derrota. Assim, a expectativa é de um adversário completamente diferente em relação ao Confiança, que teve suas características comentadas pelo treinador.

“A gente enfrentou um adversário com a marcação muito baixa, com a proposta muito clara de explorar o contra-ataque, e a equipe teve paciência pra rodar a bola. Com certeza, foi um dos jogos que a gente teve mais posse de bola, só que foi um jogo muito disputado no setor do meio-campo, muito pegado, onde as defesas estavam sobressaindo em relação aos setores ofensivos, mas na parte final do jogo o CSA ganhou a força ofensiva”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending